Muitas pequenas e médias empresas já declararam falência por conta de roubos de funcionários. Mas pegar um funcionário roubando dentro da empresa nem sempre é fácil, especialmente quando não há tecnologia para auxiliar o empresário a pegar o funcionário roubando. Entretanto, tanto parar os roubos quanto identificar os ladrões é possível, sem quebrar qualquer lei que desrespeite os direitos ou privacidade dos seus funcionários.

Empregado que desvia dinheiro da empresa: identifique mudanças de comportamento

Identifique mudanças no comportamento dos empregados. Olhe para mudanças nos padrões de gastos (roupas novas ou carros), os funcionários que não querem tirar férias, recusam um aumento salarial ou evitam supervisores ou o dono da empresa. Tudo isso pode ser um indicativo de que o funcionário pode estar tirando algum benefício não registrado da empresa.

Funcionário roubando dentro da empresa: sistemas de segurança

Invista nos seus sistemas de segurança para começar a coletar provas contra os suspeitos. Faça isso instalando sistemas de alarme, gravação de vídeo e câmeras em lugares estratégicos, como a área dos caixas caixa, até ou na área do armário onde os funcionários colocam seus pertences. É importante sempre reunir provas ou suas acusações contra qualquer funcionário podem se virar contra você.

Como pegar funcionários que roubam a empresa

Pegar um funcionário roubando não é impossível, mas é preciso planejamento e estratégia para que não sejam feitas acusações infundadas. (Foto: Entrepreneur)

Quem roubar dinheiro no trabalho vai deixar rastros

Por isso, é importante reunir informações sobre as tendências de roubo. Tome nota dos montantes de dinheiro ou produtos que são roubados, o suposto horário que o suspeito efetua o roubo e a frequência deste comportamento. Observe que essas informações lhe permitirão coletar evidências e rastrear o comportamento do suspeito ou suspeitos que possam estar efetuando os roubos.

Roubar dinheiro da empresa dá cadeia e um auditor ou investigador podem te ajudar na investigação

Solicite uma auditoria de fraudes por um investigador externo ou interno para verificar através de livros da contabilidade da empresa e identificar qualquer desfasamento nos números. Esteja ciente do fato de que, embora um investigador externo possa custar mais caro ele será menos tendencioso e mais minucioso em comparação com um investigador interno.

Funcionário pego roubando: o que fazer? Entreviste funcionários sobre o crime

Faça uma entrevista com funcionários ou testemunhas do crime. Explique sobre o que é a entrevista. Seja claro que está sendo feita uma investigação sobre uma queixa de má conduta de funcionários, mas que o funcionário não está sendo acusado de nada Faça perguntas abertas que permitam ao empregado contar sua história. Tente perguntar o que aconteceu, onde ocorreu um evento, quem estava lá e quem disse o que. É recomendado só fazer essa etapa após a liberação do advogado da empresa para evitar problemas legais.

Apresente as provas às autoridades

Apresente às autoridades, com o devido suporte de um advogado, as provas do roubo realizado pelo funcionário. Depois de apresentar tais provas, o funcionário deverá ser chamado para uma conversa, junto com um advogado, e ser recomendado a levar um advogado próprio para a situação, apresentando as provas contra ele e explicando por que ele está sendo demitido por justa causa, além de ter de responder legalmente pelos crimes cometidos.

Após a demissão, comunique aos outros funcionários que o funcionário responsável pelos roubos foi devidamente identificado e demitido por justa causa, mas sem usar qualquer adjetivo para falar sobre o criminoso. Apenas seja direto aos seus funcionários nesse caso.

Acima de tudo, não demita ou acuse um empregado até que você esteja absoluta certeza de que ele cometeu um crime. Isso irá protegê-lo de responsabilidades legais, tais como processos por difamação.

Já pegou algum funcionário roubando sua empresa? Como fez para resolver o problema? Qual foi a solução dada para o problema?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)