Se tornar um bom vendedor requer prática, treinamento, e muita vontade de aprender. Mas a verdade é que as técnicas de venda continuam as mesmas, desde os tempos de nossos avós até hoje em dia. O que mudou foram as ferramentas disponíveis para ajudar nesse processo. Portanto, algumas dicas são atemporais, e sempre vão funcionar para qualquer vendedor. 5 dessas dicas essenciais você ser um bom vendedor nós reunimos abaixo.

Dicas de como ser uma boa vendedora/vendedor: chegue ao “não” mais rápido

Você será rejeitado. Frequentemente. Não há maneira de contornar isso. Ninguém tem uma relação 100% próxima. É necessário esperar de tudo durante uma venda, inclusive ter que lidar com pessoas muito mal educadas. Porém, a maioria das pessoas é muito educada. Eles permitem que você faça a sua oferta, mesmo se eles não tem interesse em comprar. E isso é um problema também. O tempo é o seu recurso mais importante. Mas no início, você tende a desperdiçá-la ficando muito tempo com pessoas que não vão comprar seus produtos.

Então você deve aprender a definir uma regra para si mesmo, estabelecendo um tempo máximo para cada venda. Uma maneira crucial de fazer isso acontecer é ajudar as pessoas a se sentirem confortáveis ​​dizendo não. Converse com o cliente primeiro. Então, antes de oferecer uma demonstração dos os produtos ou serviços que você estiver vendendo, tente entender os problemas da pessoa e como sua oferta pode ajudá-la. Mostre a ela o que você tem, e dê uma oportunidade para a pessoa saber se é algo que pode ajudá-lo ou não.

Dessa forma, os clientes são menos propensos a deter em dizer não. Mas há também um outro benefício: eles estão mais dispostos a dar uma olhada séria no produto, uma vez que você os fez se sentir confortável em recusar. Vale também lembrar que o tempo máximo para cada venda de produto ou serviço vai depender da natureza do mesmo, pois alguns levam mais tempo do que outros.

Como ser um bom vendedor

Ser um bom vendedor é uma questão de técnica, esforço, e usar as dicas certas para aperfeiçoar seus procedimentos de venda. (Foto: Anderson Santiago, PLLC)

Como ser um bom vendedor externo: leia os sinais

Essa dica também funciona para vendedores de lojas, apesar de ser mais eficiente para vendedores externos. Para ter uma ideia de alguém que seja um potencial comprador, você precisa aprender as dicas sutis que eles estão lhe dando. Para fazer isso, você tem que primeiro pensar fora da caixa. Isso significa que você não pode ler os sinais quando está ansioso. No início, você fica tão focado no que dizer que perderá os sinais óbvios. Abandonar essa ansiedade e outros sentimentos, te fazendo pensar fora da caxa, é o melhor caminho para conseguir sua venda.

A chave é conhecer muito bem sua venda e fazer sua oferta tão bem que você não tem que pensar sobre ela enquanto está falando sobre. É algo que se torna automático. Você passa a ter tempo para estudar o seu cliente. Você vê as expressões faciais, o nível de conforto da pessoa. Você lê a linguagem corporal. Eles estão procurando uma chance para se livrar de você educadamente? Eles estão apenas concordando com o que você diz, mas sem prestar realmente atenção? Isso se aplica também até pro tom de voz das pessoas. Depois de um tempo, você aprende a ouvir a verdade nas vozes das pessoas, assim como você pode aprender a vê-la em seus olhos.

Como ser uma boa vendedora de loja ou vendedor: não tente convencer

Isso parece contra intuitivo, mas é essencial. Se você entrar em vendas pensando que você precisa fazer as pessoas comprarem, você vai falhar. A pressão não funciona muito bem nas vendas. As pessoas vêem o que você está fazendo, elas não confiam em você, e elas não acreditam no que você está dizendo.

Em vez disso, conheça as pessoas. Sua missão é compreendê-las. O que eles estão passando? Quais são suas ambições e necessidades? Concentre-se neles, em primeiro lugar. O produto ou serviço vem em segundo lugar.

Depois de entender a história das pessoas, você pode conectar os pontos. Você pode mostrar-lhes como o que você está vendendo pode realmente ajudar a resolver seus desafios e tornar suas vidas mais fáceis.

Além disso, quanto mais você conhecer as perspectivas individuais, você terá mais clareza sobre quais tipos de clientes que estão mais propensos a comprar seus produtos e serviços, e o tipo de técnica de vendas que cada um deles precisa para serem incentivados.

Você vai aprender a observar desde a presença de um anel de noivado no dedo até a companhia de crianças, ou um olhar cansado de adultos procurando descanso. Ao invés de tentar convencer as pessoas para comprar, você vai aprender a direcionar a melhor venda de produtos para esses indivíduos.

Como vender roupas, sapatos ou cosméticos: seja muito delicado nos próximos passos

Novamente, uma dica voltada para vendedores de roupas, sapatos, e cosméticos mas que pode ser adaptado para qualquer tipo de vendedor. Se alguém está considerando seriamente uma compra, você precisa se estruturar para fazer isso acontecer. Isso requer delicadeza. Um cliente pode precisar comparar ofertas ou conversar com outros vendedores sobre o assunto. Pode ser necessário que você converse com um gerente para conseguir mais descontos.

A chave para não deixar o cliente pensando demais é fazer novas perguntas de interesse sincero. Quando um cliente diz que precisa pensar, pergunte a ele quais aspectos do produto ou serviço precisam ser pensados, pois você pode auxiliar nas melhores respostas. É também importante na conversa saber se a pessoa que você está falando geralmente faria este tipo de decisão de compra sozinha ou com um cônjuge. Se depender de um terceiro para se efetivar a compra, economize tempo e busque ajudar a pessoa a buscar a confirmação do terceiro o quanto antes.

Esta mesma ideia se aplica a telefonemas. No final de uma chamada, pergunte quando você pode entrar em contato novamente após o tempo de negociação com o terceiro para poder efetivar a venda? Seja o mais específico possível sobre o acordo para o próximo passo.

Seja um bom vendedor: não se deixe ser enrolado

Às vezes, clientes estão apenas alegando que precisam pensar sobre a compra ou discuti-lo com outras pessoas. Eles já decidiram sobre não comprar, e só não querem te deixar desanimado, pelo menos não na sua frente. Então, como você para o ciclo de intermináveis ​​chamadas ou tentativas para ver se eles se decidiram?

Mude a pergunta. Não pergunte às pessoas simplesmente se elas tem uma decisão. Em vez disso, pergunte se a pessoa se vê fazendo uma compra dentro do próximo mês. Ao fazer essa mudança, a grande maioria das pessoas propensas a te “enrolar” vai dizer não. É uma lição crucial, pois te deixa com mais tempo disponível para buscar novos clientes ao invés de insistir em quem não vai comprar nada.

Todas estas dicas serão mais fáceis de funcionar quando você constrói a confiança. Em última análise, a confiança será o seu ativo mais forte. Você aprenderá a criar situações onde recusar ou aceitar algo é mais confortável para o indivíduo, tornando suas vendas mais eficientes.

Então, tome essas lições de coração para usar em sua carreira. E não se surpreenda se essas dicas também funcionarem para seu dia a dia normal.

Como você efetiva suas vendas? Quais dicas funcionam melhor para você? Quais são as técnicas que você mais usa?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)