Imposto de renda retido na fonte, o que é?

Em Recursos Humanos por André M. Coelho

Um imposto retido na fonte é o montante que um empregador retém do salário de um funcionário e paga diretamente ao governo. O valor retido é um crédito contra os impostos de renda que o funcionário deve pagar durante o ano. É também um imposto cobrado sobre a renda (juros e dividendos), bem como outros rendimentos pagos. O imposto retido na fonte é cobrado sobre a grande maioria das pessoas que ganham renda de um comércio ou negócios no Brasil.

O que é imposto retido na fonte?

Um imposto retido na fonte leva uma quantia definida de dinheiro fora do salário de um funcionário e paga ao governo.

O dinheiro tomado é um crédito contra o imposto de renda anual do empregado.

Se muito dinheiro é retido, um funcionário receberá uma restituição de impostos. Se não for suficiente é retido, um funcionário terá uma conta de imposto adicional.

Quando é pago o IRRF?

O Imposto de Renda Retido na Fonte é pago nas seguintes situações:

Imposto de Renda Retido na Fonte

O IRRF ou Imposto de Renda Retido na Fonte é um adiantamento do pagamento de tributos que é realizado para o Estado. Após declarar o IR, é possível que o Imposto tenha de ser devolvido em partes ou que tenha de ser complementado. (Imagem: Receita Federal)

Qual o valor do imposto retido na fonte?

A retenção de imposto é uma maneira de o governo brasileiro receber o imposto na fonte de renda, em vez de tentar coletar imposto de renda após os salários serem ganhos. Os valores para a base de cálculo mudam anualmente, de acordo com tabela da Receita Federal. Porém, as porcentagens são as seguintes

0% para a primeira faixa salarial

7,5% para a segunda faixa salarial

15% para a terceira faixa salarial

22,5% para a quarta faixa salarial

27,5% para a quinta faixa salarial e acima dela

Como resgatar imposto de renda retido na fonte?

Ao fazer sua declaração do Imposto de Renda anualmente, a Receita Federal vai considerar os valores que foram pagos de IRRF pelo funcionário. Dependendo da renda anual e demais despesas que foram pagas pelo contribuinte, como dissemos mais acima, ele poderá ter a restituição do Imposto de Renda ou ter de complementar o pagamento de impostos.

Como calcular IRRF?

A base para estabelecer a alíquotas do IRRF é o salário mensal bruto do funcionário, subtraído deste o valor da contribuição para o INSS.

Por exemplo, se um funcionário tem um salário bruto de R$3.000 em 2021, ele terá de pagar 12% de INSS, o que dá um valor de R$360. Subtraindo este valor do salário bruto, temos o valor de R$2.640, que é a base de cálculo do IRRF.

Caso este funcionário tenha dependentes legais, como cônjuge, filhos até 21 anos, ou pais e avós (desde que se encaixem nos critérios), um valor fixo é subtraído da base de cálculo do IRRF.

Um valor padrão é deduzido de acordo com a faixa de alíquota em que o funcionário se encontra. Isto significa que se, por exemplo, o funcionário se encaixar na segunda faixa e tem que pagar R$200 de IRRF, ele ainda tem uma dedução deste valor estabelecida em tabela da Receita Federal.

Após esta dedução é que o valor é então descontado do salário.

Esperamos não ter deixado dúvidas sobre o IRRF. Caso ainda tenha alguma pergunta, deixe nos comentários e iremos responder!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário