As evacuações são mais comuns do que muitas pessoas percebem. Eles são mais frequentemente resultados de incêndios e inundações. Vazamentos químicos ou tóxicos também podem resultar nas evacuações em grande escala na indústria. São centenas de acidentes de trabalho que liberam substâncias nocivas, forçando muitas pessoas a deixarem suas casas e locais de trabalho.

A quantidade de tempo em que você deve sair dependerá do perigo. Se o evento for uma condição climática, como uma tempestade, você pode ter um dia ou dois para se preparar. No entanto, muitos desastres não permitem tempo para as pessoas reunirem até as necessidades mais básicas, e é por isso que o planejamento futuro é essencial e muitas vezes, até obrigatório por lei. Mas como começar a fazer um plano de emergência e evacuação?

Plano de evacuação e abandono: os profissionais envolvidos

Para começo de conversa, devemos deixar claro que um plano de evacuação e abandono, e um plano de emergência, devem ser devidamente elaborados por um técnico em segurança do trabalho. Depois de elaborado o plano, geralmente ele é verificado pelo corpo de bombeiros para garantir que está dentro dos conformes da legislação vigente.

Por conta de algumas particularidades da legislação estadual e municipal, em muitas localidades o sistema para montagem de um plano de emergência e evacuação é diferente. Para estar dentro da lei, é sempre bom ter um profissional que esteja a par das particularidades legais na sua região para garantir que o plano montado esteja bem elaborado e não gere problemas para a empresa.

Mas mesmo sabendo que é um profissional que fará o plano de emergência e evacuação, é bom conhecer alguns dos princípios que norteiam essa elaboração.

Plano de evacuação e emergência

O plano de emergência e evacuação é necessário para garantir a segurança de todos os funcionários e para deixar a empresa de acordo com a legislação vigente. (Foto: Grupo Montessoriano)

Plano de evacuação de uma empresa: os procedimentos críticos

Os seguintes procedimentos são críticos em uma evacuação de emergência.

Criar um diagrama de plano de piso básico em preto e branco. Mantenha os diagramas simples. Evite incluir cores e características estranhas.

Certificar-se de exibir de forma proeminente locais de saída primários e secundários.

Nunca usar elevadores em um plano de evacuação de emergência.

Não designar um banheiro como uma saída de emergência. Mesmo que tenha uma janela em que os funcionários possam sair, não é uma boa ideia usar janelas para a evacuação.

Fazer caminhos de saída longe de salas que contenham materiais potencialmente perigosos.

Não designar passagens estreitas para saídas de emergência, pois pode não haver espaço suficiente para acomodar uma situação de evacuação de emergência.

Verificar se o local de trabalho está equipado com sinais de “Saída” com uma seta apontando na direção da saída de emergência mais próxima se o caminho não for imediatamente aparente.

Designar uma área de encontro que seja clara para o edifício. Isso deve ser mostrado no plano de evacuação de emergência. Todos os funcionários devem se reunir neste local em uma emergência.

Designar saídas com acesso de cadeira de rodas.

Certificar-se de indicar claramente a posição atual do funcionário no mapa. Isso pode exigir a elaboração de várias versões do plano de evacuação de emergência para várias áreas em toda a instalação.

Plano de emergência e evacuação: diagrama

A maneira mais fácil e rápida de criar um diagrama de evacuação é através de aplicativos, modelos, ou programas. Use um dos modelos prontos ou crie o seu próprio. Escolha entre uma variedade de diagramas de casa e local de trabalho, incluindo planos de evacuação de elevadores. Os programas e modelos incluem centenas de símbolos para diagramas de planejamento de incêndio, emergência e desastres. Basta adicioná-los ao seu diagrama conforme necessário, solicitando ao técnico de segurança do trabalho por informações.

Outros documentos e diagramas para o planejamento de emergência e desastre podem ser necessários, pois há condições em que você decidirá se afastar ou situações em que você deve sair. No plano de evacuação, as diretrizes abaixo são essenciais:

Planeje lugares onde os funcionários se encontrarão, dentro e fora da localização imediata. Use o Plano de Emergência para decidir esses locais antes de um desastre.

Se você tem um carro, mantenha o tanque cheio se uma evacuação parecer provável. Também é boa prática manter um tanque com pelo menos metade preenchido no caso de uma necessidade inesperada de evacuação. As estações de serviço podem ser fechadas durante emergências e incapazes de bombear gasolina durante as quedas de energia.

Familiarize-se com rotas alternativas e outros meios de transporte fora de sua área. Escolha vários destinos em diferentes direções para que você tenha opções em uma emergência.

Saia com antecedência suficiente para evitar ser preso pelos problemas do clima.
Siga as rotas de evacuação recomendadas. Não pegue atalhos; eles podem ser bloqueados.
Esteja alerta para os perigos da estrada, como estradas ou pontes danificadas e linhas elétricas derrubadas. Não conduza para áreas inundadas.
Se você e seus funcionários não tem carros, planeje como você vai sair se você precisar.
Pegue seu kit de suprimento de emergência, a menos que você tenha motivos para acreditar que foi contaminado.

Ouça um rádio com bateria e siga as instruções de evacuação local.

Lembramos sempre: consulte um profissional de segurança do trabalho para a elaboração do plano para seu local de trabalho. Pode parecer difícil que essas situações aconteçam, mas elas são mais comuns do que você imagina.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)