Para empresas que buscam tornar-se franquias, existem consultores de franquia que podem auxiliar no processo de franquear um negócio. Mas mesmo antes de começar o contato com uma empresa para auxiliar no processo, o empresário pode se informar melhor sobre os processos necessários para franquear um projeto e assim, tornar mais eficiente o processo. Mas como fazer uma franquia?

Projeto de franquia: conheça seu negócio à fundo

As instruções fornecidas a cada franqueado provavelmente terão que ser precisas. Os proprietários de empresas, no entanto, estão freqüentemente acostumados a executar suas empresas pela intuição, e pode ser difícil detalhar todas as obrigações importantes no dia a dia do negócio. Os franqueados não terão a liberdade de improvisar, e precisarão ser informados sobre como fazer tudo, desde manter a contabilidade em dia até encomendar suprimentos. Cada passo do processo deve ser cuidadosamente delineado. O proprietário da empresa pode ter que redescobrir o que é gerir uma empresa. O empresário deve pensar em todas as etapas que um franqueado terá de passar, desde a escolha da localização até a decoração do local. Todas as informações devem ser anotadas para referência, de forma que os franqueados possam construir suas franquias sem grandes problemas.

Como ser um franqueador: as questões legais

Todos os empresários que procuram entrar no negócio de franquias devem prestar atenção às questões legais de uma franquia. É aqui que um franqueador descreve informações como desempenho financeiro. do negócio, obrigações contratuais, cláusulas do contrato, entre outras questões legais. Estas complicações legais são uma área em que o franqueador pode querer procurar ajuda profissional de um advogado especializado em franquias. Associações e organizações de franchising também são ótimos recursos quando se trata de questões legais em torno do franchising. Um contador pode te ajudar na parte tributária das franquias. O importante aqui é não fazer sozinho essa etapa do processo, evitando problemas que vão se acumulando e podem destruir sua ideia de franquear um negócio.

Como franquear sua empresa

Franquear seu negócio é uma maneira eficiente de expandir sua empresa com custos reduzidos e de forma mais eficiente. (Foto: Talent Talks Africa)

Aqui estão seis dicas para qualquer proprietário da pequena empresa pensando em transformar sua empresa em uma franquia:

Transformar sua empresa em franquia demanda saber como você deseja crescer

A ideia de crescimento é atraente, mas um pequeno empresário quer que sua empresa cresça em uma taxa razoável. Para algumas empresas que buscam tornar-se franquias, o novo modelo de negócios pode significar expandir-se até mesmo internacionalmente. Para outros, pode significar a adição de algumas novas lojas. Os especialistas recomendam crescer o negócio em uma taxa natural.

Quando uma empresa começa a explorar o potencial do franchising, a primeira coisa que ela deve fazer é sentar-se e examinar cuidadosamente o conceito da empresa. Quando uma franquia quer crescer, eles devem considerar onde seu modelo de negócios funcionará e até onde eles podem expandir sua marca em um território desconhecido.

O importante aqui é planejar um crescimento sustentável, que não sairá do controle e que será positivo para sua marca e sua empresa.

Quando uma empresa for se tornar uma franquia, precisa escolher bem os franqueados

Quando alguém quer abrir uma franquia com o nome da sua empresa nela não significa que você deva aceitar qualquer negócio. Eles vão representar sua marca, então você deve se certificar de ter um sistema no lugar para garantir que eles vão levar sua empresa na direção certa para um novo mercado.

O entusiasmo é tão comum no franchising como é em qualquer outro negócio. Além dos documentos e informações financeiras fornecidos por potenciais franqueados, você deve considerar as personalidades dos empresários. Não precisa ser uma grande paixão, que pode ser um mau sinal. Melhor que um franqueado seja pensativo e meticuloso, bem como entusiasmados com seus negócios. A maioria das franquias vai ao mercado se vendendo para qualquer um, e esse é um grande erro. É preciso alguém que se encaixe no perfil do seu negócio, e que possa cultivar a boa imagem que você criou para sua empresa.

Criar uma franquia demanda estabelecer as restrições certas

Mesmo depois de dar aos franqueados instruções muito específicas sobre a contratação, treinamento e outras práticas, devem haver certas liberdades que são permitidas. Eles também são donos de pequenas empresas e, à medida que o franqueador começa a se afastar das operações diárias, ele terá que confiar no julgamento dos franqueados que exploram novas oportunidades de negócios. Dê a eles liberdades, mas mantenha essas liberdades restritas.

Diferentes franquias terão diferentes idéias sobre as restrições que querem colocar em seus franqueados. É preciso equilibrar a preservação da identidade da marca com o toque e a sensibilidade dos proprietários de franquias individuais. Limites muito estritos estragam a ideia de franchising, e tornam sua ideia pouco atraente.

Crescer a marca é sempre o objetivo final e, portanto, um requisito deve ser que todos os franqueados  gastem um valor mínimo na publicidade, seja na televisão, rádio, impressão ou algum outro meio. Eles tem que reinvestir em seu mercado uma porcentagem da receita bruta, de forma a cultivar o negócio e fortalecer a marca cada vez mais.

Criar uma franquia significa dar apoio aos seus franqueados

Mesmo que o franqueador comece a se retirar do negócio diário das franquias, ele ou ela deve passar mais tempo conhecendo os franqueados. Um franqueado é diferente de outros tipos de proprietários de pequenas empresas. Ele ou ela abriu uma nova empresa e é responsável pelo desempenho dela dentro de uma área designada. Ele ou ela trabalha seu negócio e supervisiona todas as operações diárias. No entanto, sempre há uma sobrecarga de estrutura corporativa maior, e como o franqueado funciona dentro dessa estrutura varia de franquia para franquia.

Um modelo de franquia apresenta alguns desafios particulares porque se os negócios são bons e novas lojas estão se abrindo, a empresa está sempre trabalhando com novos parceiros. Assegurar que todas as engrenagens giram em conjunto exigem uma comunicação constante, inclusive com os franqueados. É importante manter essa linha sempre aberta para críticas, elogios, pedidos de ajuda, enfim, tudo que você precisa para melhorar sua franquia e aumentar seus ganhos.

Você é um franqueador ou está pretendendo se tornar um? Como está fazendo o processo?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)