Você vai ouvir histórias de concurseiros que passaram de primeira. Outras histórias, contam de alguns que passaram mais e 10 anos tentando até conseguir uma boa vaga em um concurso. Os valores variam muito nas informações que você encontra na rede e a pergunta continua: quanto eu vou gastar até passar em um concurso?

A falta de planejamento do concurseiro

A maioria daqueles que fazem concursos não se planeja financeiramente para tal. Ou tem um trabalho mais ou menos fixo ou, em sua grande maioria, ainda são sustentados pelos pais. Outros, até economizam um certo dinheiro para estudar exclusivamente para os concursos, mas acabam se vendo sem grana após um tempo.

O concurseiro parece amaldiçoado com a falta de planejamento. Esquecem de custos com cursos, livros, taxas de inscrição, deslocamento e muitos outros relativos com o processo de estudo exclusivo ou parcial para o concurso. Eles pouco levam em consideração que pode levar algum tempo até passarem, pois acabam sendo positivos demais sobre o passar em concursos e nem um pouco realistas.

Como me planejar financeiramente até passar em um concurso?

Mesmo que você passe, pode levar alguns anos até você ser chamado. Já vi casos de pessoas que demoraram até 3 anos para assumirem a vaga. Por isso, é importante que você tenha um bom planejamento financeiro até lá.

Se você tem uma família com uma situação financeira estável e que seja compreensiva com sua opção por dedicação aos concursos, esse é o clima ideal para estudar para um concurso. Porém, saiba que mesmo assim, haverá sacrifícios, tais como gastar menos com saídas, ter menos independência financeira, não poder comprar tudo que você quiser e muitas outras coisas que podem não parecer chatas no começo, mas vão se agravando com o tempo.

Já quem trabalha e está estudando para um concurso, a condição da maioria das pessoas, o planejamento financeiro tem um papel muito mais importante. Você tem que pensar no tempo de seus estudos, além do tempo de trabalho. Tem que otimizar seu tempo utilizado de forma a ter o melhor estudo possível durante suas horas livres. Porém, até passar no concurso, pode ser que você não possa mais depender daquelas horas extras do trabalho ou daquele seu trabalho extra dos fins de semana.

Seja qual for sua situação, o melhor planejamento aqui é cortar os mimos e supérfluos e focar seus custos apenas e somente em sobreviver e passar no concurso. Isso significa fazer programas mais caseiros e menos dispendiosos, conversar com namorados e namoradas sobre a situação e optar por coisas mais baratas, deixar claro para filhos, filhas, irmãos, irmãs e afins sobre a necessidade de cortes nas suas finanças.

E muito importante, é que o concurseiro utilize uma técnica muito eficiente para otimizar suas chances de passar e ainda, se estabilizar financeiramente mais rápido.

Dinheiro e concursos

Até chegar o dia da assinatura de seu contrato em um cargo público, espere por um bom tempo de vacas magras e muito esforço. (Foto: sosconcurseiro.jcconcursos.uol.com.br)

A técnica da escalada

Quanto mais básicas as exigências co concurso, mais fácil ele será. Também, será uma ótima oportunidade para a prática de suas habilidades aprendidas.

Enquanto você estuda para concursos de níveis mais difíceis, você pode ir estudando para concursos mais fáceis e ir tentando eles. Você vai fazendo e passando eles e continua estudando, até conseguir ser contratado e assim, passar a ganhar um dinheiro.

Como cargos públicos tem horários muito definidos, você terá tempo de sobra para estudar e ainda terá o dinheiro garantido para investir na continuidade dos seus estudos. Mesmo se você passar e não querer assumir o cargo, valeu a experiência e o alimento para seu ego, para saber que é possível ser aprovado.

Quanto eu vou investir até passar em um concurso?

Depende. Você é mais autodidata ou depende de professores? Você tem disciplina para estudar pela internet ou precisa do ambiente da escola? Você gosta de estudar sozinho ou em grupo?

Estas são algumas perguntas que ao responder, te darão uma ideia de seus custos. Quem depende de professores provavelmente precisará fazer cursos, que tem mensalidades entre R$200,00 e R$500,00, apesar de existirem opções mais caras/baratas no mercado. Quem tem disciplina e organização, pode muito bem usar a internet como fonte de informações e estudos, bem como quem estuda sozinho. Já quem gosta de estudar em grupo, talvez se sinta mais confortável em sala de aula.

Realmente, não temos como definir um valor padrão para os custos de um concurso, pois vai depender muito de você mesmo. As apostilas variam em valor, tais como as mensalidades e o perfil de cada aluno. Podemos dizer que até passar em um concurso você pode gastar de R$0,00 a até mais de R$10 mil, facilmente. Mas estaríamos também mentindo. Por isso, é melhor reformularmos a pergunta feita no título desse artigo para:

Quanto vale o seu tempo ou vale a pena investir em um concurso?

Pense no seguinte: como você imagina seu futuro financeiro e profissional? É o cargo público um ambiente que você gostaria de viver? A estabilidade financeira e segurança são exatamente aquilo que você procurava? Você se importa em praticamente parar sua carreira enquanto estuda para um concurso?

Você deve ser muito crítico quanto às suas opções. Com raras exceções, quem opta ser concurseiro está optando esquecer do mercado e rapidamente ficará desatualizado em relação aos concorrentes, se um dia tentar voltar ao mercado privado. Porém, os altos salários e estabilidade de cargos públicos podem e valem a pena no longo prazo. Servidores públicos tem benefícios como menores taxas de juros que mais do que compensam no dia a dia.

No fim das contas, só quem pode responder certas perguntas é você mesmo. Vai ter um alto custo ser um concurseiro? Com certeza. Mas vai valer a pena? Se você for bem planejado e não depender do concurso como seu único meio de sobrevivência, com certeza.

Nossos sinceros votos de boa sorte para todos os concurseiros!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)