O que significa ser sindicalizado?

Escrito na categoria "Legislação trabalhista e MTE" por André M. Coelho.

Freqüentemente, somos contatados por funcionários que são membros de sindicatos e empregadores que procuram entender melhor os prós / contras quando confrontados com a sindicalização. O que significa estar em um sindicato? Ser sindicalizado pode te dar algum problema? Não é muito difícil entender.

O que significa ser sindicalizado?

Uma grande diferença entre trabalhadores sindicalizados e não sindicalizados é que a relação de trabalho com o empregador é regida não por contratos individuais, mas por um acordo coletivo. O acordo coletivo conterá os termos e condições de emprego aplicáveis ​​a todos os funcionários abrangidos por esse acordo coletivo. Geralmente, isso significa que todos os funcionários de certas classes serão tratados da mesma forma, pagos da mesma forma etc.

Os trabalhadores não sindicalizados têm acordos individuais com o empregador (contratos de trabalho) e podem, portanto, ter termos de contratação individualizados. Em um local de trabalho não sindicalizado, um empregador pode pagar aos funcionários que fazem o mesmo trabalho valores diferentes, deixá-los ter horários de trabalho diferentes, etc.

Ambos empregados, no entanto, tem os mesmos direitos garantidos por lei ou por acordo coletivo. Ou seja, mesmo que você não seja sindicalizado, receberá os benefícios de um acordo coletivo.

Benefícios do sindicato em negociações

Como a relação de um funcionário sindicalizado com o empregador é regida pelo acordo coletivo, se ele quiser um aumento, isso teria que ser negociado por meio do processo de acordo coletivo e isso significaria um aumento para todos em sua classe. O sindicato também teria que determinar se valia a pena pedir um aumento ou não. Funcionários sindicalizados geralmente não podem obter tratamento especial ou individualizado do empregador.

Um funcionário não sindicalizado pode negociar em seu próprio nome com maior liberdade e um empregador pode tratar os funcionários de maneira diferente (sujeito, é claro, a considerações de direitos humanos não permitidas). Se um empregado não sindicalizado quisesse um aumento, ele poderia simplesmente pedir um e o empregador poderia conceder um, geralmente sem ter ramificações maiores para a força de trabalho mais ampla.

Sindicalizado ou não, a negociação salarial individual é possível. Porém, o poder de negociação é maior pra quem tem um sindicato dando suporte.

Significado de sindicalizado

Ser um sindicalizado significa que o empregado está associado a um sindicato. (Foto: TLNT.com)

Avanço para os sindicalizados

Os sindicatos têm tudo a ver com tratamento justo e igual. Os acordos coletivos geralmente contêm disposições específicas pelas quais um empregador pode promover um empregado. A antiguidade é geralmente muito importante e, em muitos casos, o empregador terá de conceder a promoção ao candidato mais antigo, desde que todos os candidatos sejam igualmente qualificados.

Benefícios como agendamento de férias, seleção de turno e oportunidade de horas extras são geralmente alocados em ordem de antiguidade, com os funcionários mais experientes recebendo as primeiras escolhas.

Poder de negociação dos sindicatos

Funcionários sindicalizados geralmente têm muito mais poder na relação de emprego e muito mais proteção no emprego do que seus amigos não sindicalizados.

Funcionários sindicalizados, por exemplo, geralmente só podem ser demitidos por justa causa ou quando uma posição é real e verdadeiramente eliminada. Funcionários não sindicalizados geralmente podem ser demitidos por qualquer motivo, desde que avisados.

Funcionários sindicalizados têm seu sindicato para batalhar por eles se forem tratados injustamente pelo empregador. Um funcionário não sindicalizado geralmente terá que pagar um advogado do próprio bolso se precisar de ajuda jurídica em sua relação de trabalho.

Como os funcionários sindicalizados agem como um grupo, eles têm o poder de interromper seriamente as operações do empregador através de greves e, portanto, têm mais poder na relação de trabalho como um coletivo do que apenas um funcionário.

E se meu sindicato não estiver fazendo o que eu quero?

Frequentemente ouvimos de empregadores que enfrentam uma potencial sindicalização, bem como de funcionários que sentem que seu sindicato não os está representando de forma justa. Como há monopólio de sindicatos em diferentes regiões, você tem duas opções: ou elege diferentes representantes no sindicato ou deixa de fazer parte do sindicato.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário