Se você se machucar em um acidente de trabalho, não é hora de desespero: é hora de seguir seu treinamento e os processos padronizados para minimizar os danos e ajudar para que o acidente não aconteça novamente.

O que fazer após um acidente de trabalho?

Imediatamente após um acidente de trabalho, os passos abaixo devem ser seguidos rigorosamente. Fugir ou esquecer desse passo a passo pode fazer com que o trabalhador acidentado perca certos direitos trabalhista, ou até que mais pessoas fiquem feridas.

Primeiros socorros após acidente de trabalho

A primeira coisa são os primeiros socorros. Preferencialmente, o técnico em segurança do trabalho deve ser acionado para prestar o socorro e instruções, ou enfermeiro/paramédico de plantão. O técnico de segurança ou o superior imediato deve acompanhar o funcionário até o hospital ou pronto socorro, e o superior/chefe/patrão deve ser imediatamente comunicado após o acidente.. Em caso de acidentes mais graves, o Corpo de Bombeiros no telefone 193 deve ser acionado, ou o SAMU pelo telefone 192.

Comunicação após acidente de trabalho

Assim que os primeiros socorros forem prestados, o funcionário que sofreu o acidente ou um representante deve comunicar aos seus superiores qual foi o tratamento recomendado, o tempo de afastamento com esse tratamento, e a data estimada de de retorno ao trabalho. Preferencialmente, deve comunicar também as tarefas que estavam sendo realizadas no momento do acidente, para ajudar na descoberta das causas. A empresa também deve reunir toda a documentação de treinamentos, certificados, e procedimentos de segurança do trabalho.

Com o máximo de informações possíveis em mãos, a empresa deve informar ao SESMT (Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho), que é um órgão externo à empresa; e à CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), que é uma comissão formada por empregador e empregados para prevenção de acidentes.

Acidentes de trabalho e comunicação com empresa

Após um acidente de trabalho, é importante manter a comunicação em dia com a empresa, para que você e a própria companhia possam prevenir outros acidentes e possam resolver sua situação o quanto antes. (Foto: www.prhannasolicitors.com)

Burocracia após acidente de trabalho

O SESMT fará o registro e emissão da documentação legal, fará um CAT (Comunicação de Acidente do Trabalho), ou comunicar diretamente o INSS na sua região. Tais documentos são necessários para que o trabalhador receba a Licença por Acidente do Trabalho. O trabalhador, bem como o empregador, devem procurar a SESMT para toda a documentação.

Para receber o abono da ausência por causa do acidente de trabalho por até 3 dias, consecutivos ou não, o atestado médico deve ser entrega ao seu superior, RH, ou Departamento Pessoal da sua empresa. Para mais de 3 dias de falta consecutivos, o trabalhador deve agendar perícia médica pelo INSS ou outro órgão responsável para receber o Laudo Médico de Inspeção de Saúde.

Direitos para quem teve acidente de trabalho

São direitos do trabalhador, após acidente de trabalho:

Ser 100% reembolsado pelo empregador – Em valores de medicamentos e despesas médicas.

Afastamento decorrente do acidente – Caso seja necessário.

Estabilidade – Por até 12 meses após retornar do afastamento o trabalhador não pode ser demitido.

Pagamento de salário – Por até 15 dias de afastamento, a empresa vai continuar pagando o salário do empregado normalmente. Acima de 15 dias de afastamento, o trabalhador passa a receber pelo INSS.

Se o trabalhador teve um acidente grave, pode acabar recebendo aposentadoria por invalidez ou auxílio doença. Nesse caso, toda a perícia é feita através do INSS.

O que fazer antes de voltar ao trabalho após acidente de trabalho?

Antes de voltar ao trabalho, quem sofreu acidente de trabalho deve procurar a perícia ou serviço médico do órgão ou empresa onde trabalha, para que possa ser liberado para trabalhar novamente.

E se a empresa não fizer nada depois do meu acidente de trabalho?

O trabalhador deverá fazer reclamação no Ministério do Trabalho, na Delegacia Regional do Trabalho, e junto ao sindicato da categoria, para ter seus direitos garantidos.

Ficou ainda alguma dúvida sobre o que fazer depois de um acidente de trabalho? Deixe suas perguntas nos comentários abaixo!

8 comentários para “Sofri um acidente de trabalho! O que devo fazer?”

  1. Ariane

    Sofri um acidente de trabalho e peguei 3 dias de atestado, e 1 desses dias era o dia da minha folga, eu posso pegar a folga em outro dia ou eu perdi esse dia de folga?

    Responder
    • Equipe Ponto Rh

      Geralmente o atestado são pra 3 dias consecutivos, incluindo o dia de folga.

      Responder
  2. Luciene

    Fiquei afastada do trabalho por motivo de doença(tendinite nos dois braços e ao apresentar o atestado foi decretado abandono do serviço.e tive a noticia sobre negociações injusta com propina entre a empresa e…

    Responder
  3. Evilane Anjos

    Sofri um acidente na empresa que trabalho, bati a cabeça, continuo com dores, preciso fazer novos exames mas meu plano de saude ainda ñ foi liberado, como devo proceder? Seria necessario abrir o cat e se for quais os procedimentos necessários? O

    Responder
    • Equipe Ponto Rh

      Evilane, comunicar a empresa, primeiramente. E fazer exames pelo SUS, para que os atestados sejam válidos.

      Responder
  4. Patricia

    Quem sofre um acidente sem ser no trabalho e se AFASTOU pelo INSS tem o direito a estabilidade?

    Responder
  5. Natali

    Sofri um acidente no trabalho, um liquido corrosivo caiu na minha barriga e sofri algumas queimadas, me deram atestado somente do dia mais já tinha trabalhado o dia todo pois isso aconteceu 9:30 e meu chefe só me liberou as 15 sendo que saiu 15:20 não recebi suporte nenhum do meu chefe o que devo fazer?

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)