A contratação de uma empregada pode ser uma grande vantagem, pois isso irá fornecer-lhe uma ajuda extra nos cuidados com a casa, bem como permitir-lhe algum tempo de folga. No entanto, antes de contratar uma empregada doméstica, seja de tempo parcial, integral ou diarista, você precisa considerar algumas coisas. Você realmente precisa de uma empregada em tempo integral? Qual será o seu papel? Ela vai cuidar das crianças também ou apenas de afazeres domésticos? Depois de ter seu conjunto de mente, fale com os vizinhos, amigos e colegas. Procure recomendações, investigue e visite empresas prestadoras de serviços ou de contratação para que você possa encontrar o serviço certo para suas necessidades.

Procurando por uma empregada

Existem três tipos básicos de perfis para uma empregada no mercado.

Empregadas destreinadas

São aquelas que nunca trabalharam antes. Elas podem ter acabado de chegar de uma cidade do interior em busca de trabalho. No entanto, para alguns, empregadas domésticas não treinadas são uma boa opção pois podem ser mais fáceis de treinar e moldar de acordo com suas necessidades, sem vícios de outros perfis de empregadas.

Empregadas semi-treinadas

Podem ter alguma experiência. Elas também podem ser treinados para fazer determinadas tarefas. Elas podem ser cuidadoras de bebês ou podem tratar apenas de tarefas domésticas. As taxas dependem de quais as tarefas que são atribuídas a elas.

Empregadas treinadas

São experientes e sabem como lidar com uma série de postos de trabalho de forma eficiente. Elas vão cozinhar, cuidar do bebê, lavar roupa e lidar com as tarefas da cozinha. No entanto, elas podem acabar não lidando com varrer, esfregar e limpeza, em geral.

O que eu devo procurar em uma empregada?

Ao contratar, procure experiência. Considere a contratação de alguém que tem seus próprios filhos ou tem cuidado de crianças e/ou animais de estimação. Se sua empregada doméstica é de uma agência, peça uma entrevista cara a cara. A agência deve fornecer-lhe referências ou detalhes de ex-empregadores. Certifique-se que você entre em contato com essas pessoas para saber mais sobre a empregada. Verifique se a agência já tem uma verificação policial. Se não, insista em uma antes de contratar a empregada.

Lembre-se, não há tal coisa como uma questão irrelevante quando se trata de segurança e bem-estar de você e sua família.

Quanto devo pagar a uma empregada doméstica?

Ao contratar uma empregada doméstica por conta própria, você deve seguir a legislação vigente para não ter problemas trabalhistas com a contratação. O Ministério do Trabalho tem em seu site de forma bem clara os direitos da empregada doméstica. Vamos resumir alguns deles:

Férias de 30 dias após um ano de trabalho;

Folga em feriados nacionais e locais;

Pagamento de FGTS;

Férias proporcionais e 13º salário;

Salário mínimo nacional estipulado por lei (maior em alguns estados brasileiros por legislação estadual);

Direito a aposentadoria.

Basicamente, a empregada doméstica tem os mesmos direitos de um trabalhador normal. Porém, mesmo que você leia toda a legislação, é extremamente recomendável consultar um contador para que você não cometa erros e possa ser alvo de processos trabalhistas.

Em alguns casos, você também pode optar por pagar uma empresa terceirizada para fazer a limpeza e os serviços caseiros, como o trabalho de cuidadores de bebês. Porém, é cabível considerar que estes serviços podem ficar mais caros do que contratar uma empregada por conta própria, mas tiram de você o peso da gestão do salário da empregada e da escolha dos profissionais.

Cuidado ao contratar empregada doméstica

Contratar uma empregada doméstica é a mesma responsabilidade que contratar um empregado para uma empresa. Analise bem antes de assinar a carteira ou contrato com a profissional. (Foto: recebersegurodesemprego.com)

Como posso me preparar para ter uma empregada?

Sua empregada pode até estar vivendo em sua casa, mas ela ainda vai ser uma empregada. Nas primeiras semanas, você pode querer treiná-la e avaliar seu trabalho.

Olhe para todos os aspectos da segurança em primeiro lugar. Obtenha a verificação da polícia antes de permitir que sua empregada doméstica entre em sua casa. Certifique-se de que você sabe sobre a sua família e os visitantes que ela pode trazer (no caso de empregada que mora na sua casa). Mantenha uma identificação com foto, número de contato, endereço e outros familiares com os quais você pode entrar em contato.

Faça uma descrição clara do trabalho. Ela está contratada especificamente para cuidar do seu bebê? Ou será que ela, como a maioria das empregadas domésticas, também terá de varrer e esfregar o chão, lavar os pratos, fazer a cama, passar roupas e manter a casa arrumada? É recomendável um calendário de tarefas para ajudar a construir uma rotina de trabalho.

Defina horários de trabalho razoáveis ​​que permitam um tempo de folga para o lazer também. Algumas pessoas também esperar que suas empregadas domésticas cozinhem, cuidem dos animais de estimação da família, do bebê, do jardim sempre bem. Você deve ser claro sobre suas expectativas, mas lembre que se ela tem que fazer muito, pode não ser capaz de fornecer o atendimento de qualidade que você deseja. Você pode querer considerar a contratação de ajuda a tempo parcial para os punhos da limpeza e lavagem. E deixe horários livres para o almoço, descanso e lazer, principalmente se for uma empregada que more em sua casa.

Supervisione de perto nas primeiras semanas. Passe algum tempo a trabalhar em conjunto, de modo que sua empregada doméstica pode aprender rotinas e as suas preferências, e você pode ver como ela se relaciona com os animais de estimação, crianças e o resto da família. Peça-lhe para repetir as suas instruções para você só para ter certeza que ela entende.

Treiná-la para uma boa higiene e segurança. Ela pode ter crescido em uma família muito diferente, ou seja em uma cidade remota sem água encanada. Você precisa ter certeza de que ela faz as coisas da maneira que você deseja que sejam feitas, e o tempo que você coloca em ensiná-la nos primeiros dias será tempo bem gasto. Também faça uma verificação completa de saúde feito para avaliar sua saúde física e emocional. E não se esqueça em hipótese alguma de treiná-la para usar todo o equipamento de segurança do trabalho necessário, tais como botas e luvas de borracha. No caso de acidente em sua casa, o responsável é você como empregador.

Defina um calendário. Depois que todo mundo se estabeleceu em uma rotina, você pode querer considerar a elaborar um cronograma de atividades domésticas cotidianas. Dessa forma, todos na casa sabem o que esperar a cada dia, e sua empregada doméstica sabe exatamente o que precisa ser feito.

Ofereça um lugar confortável para ela ficar. Você pode ter um quarto de empregada separado para ela ou pode querer que ela durma em um quarto de visitas. Nas casas onde há restrições de espaço, empregadas domésticas muitas vezes dormem no quarto das crianças. No entanto, tente dar-lhe um lugar onde ela se sente tranquila, você também pode atribuir um banheiro exclusivo para seu uso. Mesmo se seu caso não for uma empregada de tempo integral, deixe um espaço para que ela possa trocar de roupa com tranquilidade.

Considere seus sentimentos também. Permita que ela cozinhe seus alimentos favoritos de vez em quando, se ela quiser, e não apenas o que você gosta de comer. Você pode querer dar-lhe uma seção separada na cozinha, onde ela pode querer estocar doces, molhos ou qualquer alimento que ela pode ter trazido para si mesma de casa. No entanto, não permita que sua empregada doméstica alimente as crianças com o alimento comprado de fora.

Respeite sua empregada. Lembre-se que é importante respeitar sua empregada. Evite o uso de linguagem abusiva para mostrar o seu desagrado. Evite humilha-la na frente de outros membros da família, especialmente convidados, mesmo que ela tenha feito algo errado. Converse, dialogue e trabalhe em conjunto para ter uma empregada que faz um bom trabalho.

Acima de tudo, confie nos seus instintos. Se você não tem certeza ou se sentir desconfortável, ela não é a pessoa certa para você. Insista em uma substituição se a empregada que você conseguiu ou que a agência enviou parece desonesta, desrespeitosa ou lhe dá problemas. Lembre-se que você ainda terá 60 dias de período de experiência com a empregada para poder testá-la trabalhando para você.

Um comentário para “Como contratar empregada doméstica?”

  1. Elian

    Excelente! Muito esclarecedor.

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)