Não seria ótimo ser capaz de sair do seu trabalho, ser seu próprio patrão e ganhar um salário dos sonhos? Cada vez mais pessoas fazem isso, almejando mais liberdade, mais realização profissional, e mais dinheiro no bolso.

Muitas dessas pessoas acabam não sendo bem sucedidas, e acabam voltando para o mundo dos assalariados. Por isso, seguir algumas etapas é crucial para sair do seu emprego atual e não ter que voltar para ele após ter aberto seu próprio negócio.

Pequenas empresas, grandes negócios: trabalhe bem um conceito

Antes de parar seus trabalhos, os potenciais empresários devem primeiro pensar em um conceito, produto ou serviço para gerar uma renda constante. Enquanto isso possa parecer fácil, não é. Você deve conceber um plano que coloca o seu conhecimento, experiência e conhecimento em uso, de uma forma que lhe permita fazer a maior quantidade de dinheiro.

Quando pensando em negócios, comece com áreas em que você já tem um grande interesse, e que já tem equipamentos e materiais para começar. Isso ajudará a reduzir os custos iniciais da empresa, também permitindo que você já comece vários passos à frente quando sair da empresa para abrir seu negócio. Lendo jornal local e anúncios torna possível encontrar outros tipos de negócios que faltam ou que surgem em excesso no seu bairro, cidade, estado, etc.

Fazer algo que você gosta não é a única consideração na hora de largar o emprego e começar a empresa. Você precisa ter uma ideia das perspectivas para o negócio potencial. É um negócio com um mercado? Você pode ganhar dinheiro com isso? Será necessária uma investigação sobre o mercado, bem como pesquisar de desemprenho de outras empresas semelhantes.

Planejamento para abrir sua própria empresa

Mais pessoas tem se tornado empreendedoras nos últimos anos, e saído de empregos assalariados. Antes de fazer isso, porém, essas pessoas tem que fazer um bom planejamento para não se arrependerem. (Foto: www.theselfemployed.com)

Largar o emprego significa desenvolver um ambiente completamente novo de trabalho

Sua casa é o lugar onde você vive. Isso significa que a função principal do lar é servir como uma habitação para você e sua família, e não como um armazém ou local de encontro para o seu negócio e seus clientes.

Se você está pensando em entrar em um negócio de fabricação (por exemplo), sem alugar um espaço para isso, será necessário garantir que pelo menos a sua garagem seja grande o suficiente para lidar com seu trabalho. Isso sem forçar sua família e seus veículos para fora de casa.

Da mesma forma, se o seu trabalho usará computadores, tenha a tecnologia necessária para dar à sua ideia uma chance de lutar. Você precisará de uma área dedicada e cortada do resto da casa, que pode dar-lhe alguma privacidade. Lembre-se que um cão latindo ou um bebê chorando no fundo quando você está tentando trabalhar ou conversar com um cliente pode não ser ideal para você ou sua família.

Terceirize parceiros e colaboradores para sua empresa

Enquanto é ótima a ideia de ser o único proprietário da sua empresa e ter o controle completo de todos os aspectos, por vezes, a falta de recursos ou de experiência tornam necessário ter um sócio ou colaborador. Neste caso, considere alguém que é brilhante, irá representar a empresa bem, e tenha algum tipo de experiência no negócio que você está desenvolvendo, seja vendas, marketing, contabilidade, ou outros assuntos financeiros.

Tente definir as tarefas pelas quais você e seu(s) parceiro(s) serão responsáveis antes de abrir a loja. Dessa forma, a empresa irá operar de forma mais suave, sem muitas divergências. Certifique-se de que toda a documentação e burocracia estão bem cuidados, preferencialmente com o auxílio de um contador e um advogado. Isso protegerá sua empresa contra possíveis problemas legais.

Se você vai precisar de colaboradores, seja agora ou no futuro, planeje como você vai buscá-los e quanto você vai pagar-lhes pelo seu trabalho. Além disso, pense sobre como você vai fazer a folha de pagamento, e se as pessoas vão querer trabalhar de suas casas ou se você precisará fornecer o ambiente certo para essas pessoas irem trabalhar.

Faça sua pesquisa e principalmente, um plano de negócios

Livros sobre a formação de uma empresa de pequeno porte sugerem que após a ter uma ideia de negócio, um empreendedor deve obrigatoriamente correr atrás e planejar bastante o negócio. Isso significa fazer um plano de negócios, pesquisando fornecedores, clientes, custos, tempo que a empresa vai demorar para começar a dar lucro. Tudo isso influencia bastante no negócio, e é importante definir para se planejar para sair do seu emprego.

Seja pessimista em todas as projeções financeiras. Jogue os custos para o alto e as receitas para baixo. Comece experiências de menor porte com a empresa antes de sair de seu emprego atual. Vá adquirindo experiência e mais informações para seu plano de negócios. Conte com o SEBRAE, faça cursos para aprender mais sobre abrir e manter uma empresa. Quanto mais informação, mais chances você tem de se tornar um empresário de sucesso, e saber se a decisão de largar seu emprego para ser um empresário é mesmo inteligente.

Você já largou seu emprego para ser empresário? Como foi a experiência? Conhece alguém que passou por essa situação?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)