Você, trabalhador, deve estar reclamando que sua empresa não está pagando tanto quanto deveria. Que você ganha menos do que merece. Mas poucos sabem que isso, na grande maioria das vezes, não acontece por causa do patrão, mas por causa do Governo. Sim, do Governo.

Os custos para manter um funcionário em uma empresa, seja pelo SIMPLES, ou pela CLT, são muito altos. É FGTS, é férias, é INSS, é décimo terceiro. Em alguns casos, manter um funcionário pode custar até 3 vezes a mais do que o salário que o funcionário ganha. Em outras palavras: você está recebendo menos dinheiro porque a empresa tem que pagar o Governo. Sem contar que você também tem descontos na folha correspondentes à impostos, encargos, e tributos do governo.

Porém, nosso objetivo não é falar bem ou mal do Estado brasileiro que nos consome com tantos impostos e sem benefícios à altura em troca. Nosso objetivo é mostrar como é difícil e custoso para uma empresa manter um funcionário.

Custo de funcionário para a empresa: CLT

Comecemos pelo custo de um funcionário celetista. Além do salário, a empresa terá os seguintes custos:

30 dias de férias anuais remuneradas

1/3 de salário sobre férias

13º Salário

Aviso Prévio

Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) sobre salário mensal

Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) sobre 13º Salário, Aviso Prévio e Férias

Multa de 40% sobre FGTS no caso de demissão do funcionário por parte da empresa contratante

Férias sobre Aviso Prévio

13º salário sobre Aviso Prévio

1/3 de salário de Férias sobre Aviso Prévio

FGTS sobre rescisão contratual (13º e Aviso Prévio)

INSS sobre Salário

INSS sobre Férias e 13º salário

Indenização de um dia de salário

Descanso semanal remunerado – Horistas, geralmente.

INCRA/SEST/SEBRAE/SENAT (adotando um valor aproximado de 3%)

SAT/RAT – Seguro contra Acidentes de Trabalho ou Riscos Ambientais do Trabalho

Vale transporte

Esses valores não incluem hora extra e adicional noturno. Usando como base um salário de R$1.200, o custo desse funcionário para a empresa será de aproximadamente R$2.406,41 mensalmente incluindo a DSR e dividindo o 13º e 1/3 por 12 meses, R$2.606,41, se incluirmos os custos com vale transporte de R$10 por dia. Basicamente, mais do que o dobro do salário que o trabalhador recebe, lembrando que o trabalhador recebe menos do que R$1.200.

Mas o que está sendo deixando de lado é a contribuição sindical obrigatória patronal.

Altos custos de um funcionário no Brasil

Os custos de um funcionário para uma empresa podem ser mais do que o dobro do próprio salário do funcionário! (Foto: www.industriahoje.com.br)

Custo de funcionário no lucro presumido e no lucro real: diferenças?

Na questão de encargos trabalhistas, tanto lucro real quanto lucro presumido tem alíquotas semelhantes. O exemplo acima tem todos os encargos que devem ser pagos por empresas de lucro real ou lucro presumido.

Custo de funcionário para empresa no SIMPLES nacional

Para um funcionário de empresa optante pelo SIMPLES nacional, os encargos são BEM menores. Sobre o salário do trabalhador, incidem os seguintes encargos:

30 dias de férias anuais remuneradas

1/3 de salário sobre férias

13º Salário

Aviso Prévio

Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) sobre salário mensal

Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) sobre 13º Salário, Aviso Prévio e Férias

Multa de 40% sobre FGTS no caso de demissão do funcionário por parte da empresa contratante

Férias sobre Aviso Prévio

13º salário sobre Aviso Prévio

1/3 de salário de Férias sobre Aviso Prévio

FGTS sobre rescisão contratual (13º e Aviso Prévio)

INSS sobre Salário

INSS sobre Férias e 13º salário

Indenização de um dia de salário

Descanso semanal remunerado – Horistas, geralmente.

 

Vale transporte

O que há de diferente, além da isenção de alguns tipos de contribuições, é que empresas do SIMPLES pagam menos impostos sobre a folha de pagamento. Portanto, um funcionário com salário de R$1.200,00 custa cerca de R$1.676,00 por mês para uma empresa optante do SIMPLES nacional.

Custo de funcionário no SIMPLES nacional é bem reduzido

Se você quer abrir uma empresa, optar pelo SIMPLES ou pelo MEI é a melhor forma de cortar custos com funcionários. E faça um bom planejamento e projeção financeira para contratar um funcionário de carteira assinada, porque os custos podem te surpreender e até acabar com seu negócio.

Como calcular o custo de um funcionário?

Para ter um cálculo exato, a melhor forma é entrando em contato com um bom contador. Para ter uma estimativa para seu planejamento financeiro, use calculadoras e planilhas, disponíveis online, com os encargos e alíquotas sobre o salário do trabalhador.

Ficou surpreso com os custos de um trabalhador? Esquecemos de algum custo extra de um funcionário? Deixe nos comentários sua ajuda!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)