O desemprego não apenas afeta negativamente as finanças, a saúde e as perspectivas de carreira de um indivíduo, mas também sua auto-estima. Existem etapas que você pode seguir para manter uma auto-imagem saudável durante os períodos de desemprego. Ao manter um estado de espírito positivo, você se sentirá melhor consigo mesmo e será mais atraente para os possíveis empregadores.

Estresse financeiro no desemprego

Quando você não está recebendo um salário, é fácil se convencer. É por isso que é importante manter-se ativo e produtivo durante os períodos de desemprego para afastar sentimentos de que você não é um membro contribuinte da sociedade. Os homens em particular foram socializados para correlacionar um senso positivo de si com a capacidade de gerar renda para casa.

Mesmo que seu cônjuge ainda possa pagar as contas durante o desemprego, muitas pessoas terão baixa auto-estima se sentirem que não são produtivas de alguma forma. Uma maneira de permanecer ativo e sentir que está contribuindo é ser voluntário em uma instituição de caridade, igreja ou organização sem fins lucrativos local.

Relacionamentos e o desemprego

Perder um emprego pode afetar negativamente os relacionamentos. Aqueles que você pensou que eram favoráveis ​​podem não ser assim se você não estiver ganhando dinheiro. Alguns podem até olhá-lo e secretamente culpá-lo por sua situação. Se você sofre de baixa auto-estima durante o desemprego, rodeie-se de amigos e familiares que apoiam.

Converse com conselheiros e participe de grupos de apoio para encontrar aceitação e orientação. Encontre maneiras de desviar as críticas de amigos, família e sociedade em geral. O diálogo é essencial, e te ajudará a ter uma visão mais positiva da vida, e até contribuir para seu próximo emprego.

Auto estima no desemprego

Entenda a relação do desemprego com a auto estima para manter o controle da sua mente. (Foto: PositivePsychology.com)

Mantenha uma programação durante o desemprego

Perder a estrutura fornecida mantendo horas de trabalho regulares pode levar a uma sensação de falta de objetivo, o que pode afetar negativamente a auto-estima. Escolha um horário todos os dias para se concentrar em seus esforços de busca de emprego. Comprometa-se a procurar listas de empregos e criar contatos com contatos profissionais.

Acompanhe os currículos que você já enviou e envie novos quando vir as oportunidades de emprego certas. Se sair da cama de manhã é um desafio, inscreva-se em uma aula de exercícios ou ioga para ter um motivo para se levantar. Ter estrutura em seu dia levará a sentimentos de maior produtividade e evitará uma sensação de desconexão do resto do mundo.

Dê tempo também para seus hobbies, e esse tempo investido irá te relaxar e quem sabe, não acaba se tornando sua profissão?

Bom humor no desemprego

Pode ser um desafio manter um senso positivo de identidade diante de um grande desafio da vida, como o desemprego. Ter uma autoavaliação positiva – se considerar competente e digno, apesar de sofrer contratempos – é um dos preditores mais fortes de se e com que rapidez um indivíduo pode encontrar outro emprego.

Lembre-se todos os dias de que você é um bom candidato a emprego e que possui as habilidades e habilidades necessárias para ter sucesso no local de trabalho. Perceba que você encontrará o emprego certo e esse período de desemprego é apenas um revés temporário.

Trabalhe sua estima, busque sempre se rodear de pessoas positivas para o melhor resultado possível. O desemprego é só uma fase, e você vai passar deles!

Como vocês fazem para lidar com a estima durante o desemprego? Que dicas dariam para quem está desempregado?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)