O fluxo de caixa é o sangue que mantém o coração de uma empresa funcionando. É um dos componentes mais críticos de sucesso para uma empresa de pequeno ou médio porte. Sem dinheiro, os lucros não tem sentido. Muitos negócios rentáveis acabam em falência porque a quantidade de dinheiro que entra não se compara com a quantidade de dinheiro que sai. As empresas que não exercem uma boa gestão financeira podem não ser capazes de fazer os investimentos necessários para competir, ou elas podem ter que pagar mais para empréstimos por falta de controle financeiro.

Apesar do fato de que o dinheiro é a força vital de um negócio, o combustível que mantém o motor em funcionamento, a maioria dos empresários não tem realmente um controle sobre seu fluxo de caixa. A má gestão de fluxo de caixa está causando mais falências de empresas hoje do que nunca.

Sabendo da importância do fluxo de caixa, vamos ajudá-lo a entendê-lo melhor, como ele afeta os lucros, e dicas sobre como melhorar seu desempenho.

Como fazer fluxo de caixa

Fluxo de caixa é muito mais do que mandar o dinheiro de um lugar para outro. É um controle financeiro completo sobre sua empresa. (Foto: www.businessnewsdaily.com)

Fluxo de caixa: como fazer? Noções básicas

O que é o fluxo de caixa? É basicamente o movimento de fundos para dentro e fora de seu negócio. Você deve acompanhar o fluxo com uma periodicidade semanal, mensal ou trimestral. Existem essencialmente dois tipos de fluxos de caixa:

  • Fluxo de caixa positivo: ocorre quando entra dinheiro no seu negócio a partir de vendas, contas a receber, etc. Ocorre quando entra mais dinheiro do que sai do seu negócio através de contas a pagar, despesas mensais, salários, etc.
  • Fluxo de caixa negativo: ocorre quando a sua saída de dinheiro é maior do que a entrada. Isso geralmente significa problemas para um negócio, mas existem passos que você pode tomar para remediar a situação e gerar ou recolher mais dinheiro, mantendo ou cortando despesas.

Alcançar um fluxo de caixa positivo não vem por acaso. Você tem que trabalhar para isso. Você precisa analisar e gerenciar seu fluxo de caixa para controlar de forma mais eficaz a entrada e saída de dinheiro. É preciso uma constante análise de fluxo de caixa para se certificar de que você tem dinheiro suficiente a cada mês para cobrir suas obrigações no próximo. Você pode usar planilhas prontas de fluxo de caixa, softwares, ou mesmo um simples caderninho de notas para naotar as entradas e saídas de recursos. O importante é começar a fazer isso o quanto antes.

Lucro no Fluxo de Caixa

Lucro não é a mesma coisa que o fluxo de caixa. Você não pode simplesmente olhar para o seu lucros e perdas (P & L) e obter um controle sobre o seu fluxo de caixa. Muitos outros valores financeiros alimentam seu fluxo de caixa, incluindo contas a receber, estoque, contas a pagar, as despesas, juros de empréstimos, etc. A gestão de fluxo de caixa inteligente requer um foco exato em cada um desses pontos de dinheiro, indo além do lucro ou perda. Saber se você obteve um lucro (ou se teve uma perda) não é o mesmo que saber o que aconteceu com o seu dinheiro. O lucro, conforme definido pelas regras de contabilidade, é simplesmente o faturamento menos as despesas.

Um fluxo de caixa positivo é realmente necessário para gerar lucros. Você precisa de dinheiro suficiente para pagar seus funcionários e fornecedores para que você possa produzir bens. É a venda desses bens que ajuda a gerar um lucro. Mas se você não tem o dinheiro para fazer os bens, você não tem lucro. Então, você realmente precisa de estruturar o seu negócio para ter um fluxo de caixa positivo, se você quiser que seu negócio cresça e aumente os lucros.

Cultivar seu negócio coloca uma enorme pressão sobre o dinheiro. Você quase sempre tem de fazer investimentos e lidar com algumas despesas para atingir a maior receita e fluxo de caixa que vem com o crescimento bem sucedido. Talvez você queira abrir um escritório em uma nova cidade para que você possa melhorar os negócios por lá. Ou talvez você precise construir uma nova unidade para que você tenha a capacidade de vender para grandes clientes. Esses cenários (e outros) exigem dinheiro para se tornarem realidade.

Como melhorar o fluxo de caixa?

A maioria dos empresários enxergam o crescimento como a solução para um problema de fluxo de caixa. É por isso que muitas vezes, eles alcançam seus objetivos de crescimento do negócio apenas para descobrir que eles aumentaram os seus problemas de fluxo de caixa no processo. Planeje para o crescimento e as saídas de caixa relacionadas com antecedência, para que você não receba uma surpresa desagradável. Enquanto isso, tome as seguintes medidas práticas para gerenciar melhor o fluxo de caixa, especialmente para o negócio em crescimento:

Coleta de dívidas: para acelerar o recebimento e processamento de contas a receber, trabalhe com um banco ou instituição financeira para possibilitar cobranças através de boletos, para que os clientes em locais distantes possam efetuar pagamentos pagamentos com mais facilidade. Centralize suas operações bancárias em um banco, para gerir também os custos de transações bancárias. Você também pode tentar oferecer descontos aos clientes se eles pagar contas mais rapidamente.

Não exagere nos prazos estendidos para clientes: empresas muitas vezes tem que estender o crédito aos clientes, particularmente quando estão começando ou em crescimento. Mas você tem que fazer sua pesquisa para determinar o risco de concessão de crédito para cada cliente. Eles podem pagar suas contas em dia? O seu negócio está crescendo ou está oscilando? Eles estão tendo problemas de fluxo de caixa? Uma boa forma de evitar os riscos é ficando em constante contato com o SPC e o SERASA, monitorando de perto se os clientes estão com o nome limpo ou sujo. Você também deve verificar as referências. Outra opção para estender o crédito é aceitar cartões de crédito. Isso vai custar-lhe uma percentagem, geralmente de 2 a 5 por cento da venda, mas pode ser uma aposta mais segura para ser pago dentro do prazo.

Aumente suas vendas: se você precisa de mais dinheiro, saia do escritório e tente atrair novos clientes ou vender bens ou serviços adicionais aos seus clientes existentes. Mas isso pode ser mais fácil falar do que fazer. A aquisição de novos clientes é essencial para um negócio em crescimento, mas pode levar tempo e dinheiro para converter as perspectivas em vendas. Vender mais aos clientes existentes é mais barato e você pode ser capaz de fazer isso por meio da análise do que estão comprando e por que, informações que podem até levá-lo a aumentar a sua margem de lucro e, esperançosamente, gerar mais dinheiro. As empresas tem que ter cuidado ao aumentar as vendas, porque você pode apenas aumentar suas contas a pagar e não o dinheiro real se essas vendas forem a crédito.

Descontos: uma opção para aumentar o fluxo de caixa é oferecer aos seus clientes descontos, se pagarem mais cedo. Embora esta prática possa afetar sua margem de lucro, essa estratégia pode ajudar a sua gestão do fluxo de caixa, incentivando os clientes a fazerem pagamentos mais cedo do que os ciclos de faturamento normalmente exigem. Sua empresa também pode aproveitar está estratégia com fornecedores, pagando dívidas e contas, mas tome cuidado para que seus primeiros pagamentos da dívida não te deixem com um déficit de fluxo de caixa.

Garantindo empréstimos e linhas de crédito: problemas de fluxo de caixa a curto prazo podem, por vezes, fazer com que um negócio tenha que tomar um empréstimo de uma instituição financeira. Alguns tipos possíveis são empréstimos de fluxo de caixa ou crédito rotativo. Na maioria das vezes. estes tipos de empréstimos cumprem os seus objetivos, embora seja necessário o bom planejamento para que os juros dos empréstimos não tomem muito do lucro da empresa.

Obtendo o controle de seu fluxo de caixa

Pergunte-se as duas perguntas seguintes para ter uma noção se seu negócio tem uma situação de fluxo de caixa sob controle:

  • Qual é o meu saldo de caixa agora?
  • O que eu espero que meu saldo de caixa seja daqui a seis meses?

Se você não pode responder a estas duas perguntas, então espere um passeio nada agradável com sua empresa. Você está em um passeio de montanha-russa que está prestes a se tornar realmente assustador. Você não tem o seu fluxo de caixa sob controle.

Uma forma de manter essa situação sob controle é pelo controle de resultados de fluxo de caixa a cada mês para determinar onde estão os problemas. Isso também ajuda a melhorar a criação de projeções de fluxo de caixa que você pode confiar, enquanto você toma decisões de negócios sobre a expansão de seu negócio e cuida de suas contas existentes.

Como você faz a gestão do seu fluxo de caixa? O que sugere para quem está começando a fazer essa gestão?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)