Estamos todos familiarizados com a fixação de metas e objetivos. Devemos definir metas específicas e desafiadoras, usar recompensas, registrar o progresso e assumir compromissos públicos para ter um certo nível de cobranças sobre seu trabalho. Mas como é que ainda falhamos, mesmo com tudo isso? Talvez você precise de alguns truques psicológicos para te ajudar a atingir seus objetivos.

Truques psicológicos para conquistar seu objetivos: pare de fantasiar

O maior inimigo de qualquer objetivo é fantasiar coisas positivo em excesso. Pesquisas sobre quem fantasia demais no estabelecimento de metas mostram que as fantasias positivas estão associadas com o fracasso em conseguir um emprego, encontrar um parceiro, passar em um teste ou até em passar por uma cirurgia. Aqueles cujas fantasias eram mais negativas tiveram melhor desempenho. Não experimente o futuro positivamente antes de alcançá-lo. Seja o mais realista possível.

Como mexer com o psicológico de alguém ou o seu próprio: comprometimento

A razão pela qual a maioria de nós não alcança nossos objetivos é a falta de comprometimento. Uma poderosa técnica psicológica para aumentar o comprometimento é o contraste mental. Isso envolve usar uma fantasia positiva, mas depois contrastá-la com uma dose de realidade. É difícil, mas a pesquisa mostra que as pessoas realmente respondem a esse tipo de técnica para se comprometer e encontrar meios para atingir os seus objetivos.

Truques psicológicos para atingir metas

Muitos truques psicológicos podem te ajudar a atingir suas metas e objetivos, bastando sua dedicação e planejamento para conseguir torná-los efetivos. (Foto: Psychology and I)

Truques para atingir seus objetivos: comece sem pensar

Você precisa começar a rumar para sua meta de alguma forma. Você precisa, simplesmente, começar algo logo. O que isso nos ensina é que uma arma para vencer a procrastinação está em começar em algum lugar, em qualquer lugar. Basta dar o primeiro passo, que pode ser a diferença entre o fracasso e o sucesso. Uma vez que você começar, o objetivo vai ficar alojado em sua mente e você tem mais chances de atingi-lo.

Visualize o processo e não o resultado

Estamos todos suscetíveis à falácia do planejamento, que é pensar que tudo vai correr bem quando quase nunca é o que vai acontecer. Visualizando o processo para alcançar seu objetivo ajuda a focalizar a atenção nas etapas que você precisa tomar. Também ajuda a reduzir a ansiedade, apoiando seu psicológico para atingir as metas e objetivos.

Evite perder o fio da meada

Quando perdemos nosso alvo, podemos perder o fio da meada, ou a linha de pensamento que estava te levando a um objetivo. Por exemplo, pessoas em uma dieta podem achar que não tem problema comer um ou outro docinho durante o dia, desde que esteja dentro da meta de calorias. Mas essa pessoa perdeu o fio da meada porque não está pensando na possível fome que pode sentir mais tarde e não poder comer nada.

Objetivos que são vulneráveis ​​a perder o fio da meada são geralmente de curto prazo e ocorrem quando você está tentando parar de fazer alguma coisa. O efeito pode ser evitado estabelecendo metas que são de médio e longo prazo, para evitar que esses objetivos de curto prazo prejudiquem a meta principal.

Evite a procrastinação de tarefas

Quando os objetivos são difíceis e nos perguntamos se realmente valem a pena, a procrastinação pode rastejar sobre nós. Nessas circunstâncias, a chave é esquecer o objetivo e enterrar-se nos detalhes. Mantenha sua cabeça no lugar e use prazos auto impostos para evitar a procrastinação.

Alterne o foco para alcançar seus objetivos

Você não pode manter sua cabeça para o objetivo durante todo o caminho ou você vai se perder. A longo prazo, a chave para alcançar um objetivo é alternar entre um foco no objetivo final e a tarefa que você está concluindo atualmente. As pesquisas sugerem que, ao avaliar o seu progresso, especialmente em tarefas difíceis, é melhor permanecer focalizado nas tarefas. Mas quando as tarefas são fáceis ou o fim está chegando, é melhor se concentrar no objetivo final.

Rejeite comportamentos automáticos para atingir suas metas e objetivos

Muitas vezes o nosso comportamento é robótico. Fazemos coisas não porque realmente pensamos nelas, mas porque é um hábito ou estamos inconscientemente copiando outras pessoas. Esse tipo de comportamento pode ser um inimigo de atingir seus objetivos pois não te obriga a se esforçar. Pergunte a si mesmo se o que você está fazendo está realmente te aproximando de seu objetivo.

Esqueça objetivos específicos e use alguns mais gerais

As metas devem sempre ser definidas a serviço de nossos objetivos gerais. Mas há um lado ruim para a definição de metas: quando elas são muito específicas, é fácil ficar preso e se perder no meio do caminho. Quando são curtos demais, incentivam o pensamento a curto prazo. Objetivos mal definidos reduzem a motivação e podem aumentar o comportamento antiético. Objetivos específicos demais de médio e longo prazo podem ser postergados, porque podem ser considerados fáceis de concluir. É importante microgerir suas metas, mas se você não tiver a visão de objetivos gerais, você enfrentará dificuldades. Por exemplo, de nada adianta querer cortar arroz de sua dieta se você não tem um objetivo geral de perder peso e viver mais saudável, que engloba a prática de exercícios físicos, dieta correta, entre outros importantes fatores.

Saiba quando parar com seus objetivos

Às vezes, o problema não é começar, é saber quando parar. Os psicólogos descobriram que muitas pessoas tem custos que não vão ser recuperados, tanto na forma de esforço ou dinheiro que gastam na tentativa de alcançar os objetivos. Assim, mesmo quando o plano está falhando, as pessoas continuam avançando, sem pensar no que já investiram naquele objetivo. As pesquisas mostram que quanto mais pessoas investem em um objetivo, mais elas pensam que vai ter sucesso, independentemente de ter sucesso ou não. Saiba quando mudar de objetivo ou desistir, para não acabar com um elefante branco na sua vida..

Planos de contingência para objetivos

O que todos esses estudos mostram é a importância da auto-regulação para atingir uma meta. Infelizmente, como todos sabemos, o auto controle pode ser muito difícil. Uma estratégia com muita pesquisa para apoia-la está em formar planos de contingência ou dependentes de certas situações. Você simplesmente se prepara com antecedência para diversas situações. Por exemplo, se o objetivo X não for atingido no tempo Y, então você partirá para o plano Z. Sempre tenha mais de um plano para seus objetivos, e planos que serão colocados em prática assim que você atingir os objetivos estabelecidos.

Como você mexe no seu psicológico para atingir seus objetivos? Quais truques funcionam melhor para você?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)