Muito difícil é responder a alegação de que uma pessoa precisa de uma formação universitária para ser bem sucedida na vida, porque o sucesso na vida significa coisas diferentes para pessoas diferentes. Este ensaio começa por definir três idéias diferentes de sucesso. Após isso, ele olha para quais tipos de sucesso são dependentes de uma educação universitária.

A vida e o sucesso

O sucesso na vida pode ser obtido de diversas maneiras. Muitas revistas e programas de televisão nos dizem que o sucesso significa ter muito dinheiro, ter uma carreira gratificante e ser poderoso. Em contraste, a maioria das organizações religiosas e espirituais afirmam que o sucesso significa encontrar a felicidade espiritual e estar em paz com Deus e consigo mesmo. Outra ideia de sucesso se concentra nas relações: estar cercado por pessoas que te amam e se preocupam com você, passar tempo com a família e amigos.

Acontece que quando somos mais novos, nossa ideia de sucesso é completamente abstrata e baseada em conceitos e construções feitas por outras pessoas. Na maioria das vezes, somos condicionados a desejar aquilo que outros já alcançaram. Dificilmente uma criança é educada hoje para seguir seus sonhos, ser criativa. Quantas foram as vezes que uma pessoa não frustrou um ou mais de seus sonhos?

Há aqueles que conseguiram superar a nossa educação foram muito bem sucedidos. Homens e mulheres que inspiraram outros ou que simplesmente, fizeram a diferença. Estes dias, li a história sobre uma menina inglesa que há muito tempo, tinha sido diagnosticada com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Ela não ficava parada. Os pais já estavam desesperados.

Ao levar a menina a um profissional que entendia a cabeça das crianças, o profissional apenas disse: “observem” e colocou uma música para tocar. A menina saiu dançando pela sala, sem ter que pensar sobre seus passos, em movimentos naturais. Anos mais tarde, ela se tornou uma das maiores bailarinas inglesas. Até chegou a se formar, mas tudo nasceu de um talento sobre o qual ela poderia ou não ter ido para uma educação formal.

Não é preciso de diploma para o sucesso

Sendo bem direto, você não precisa de um diploma para ser bem sucedido. Tudo vai depender de seus sonhos e o que você quer para sua vida. (Foto: www.josephinebottger.com)

A educação formal e os cursos superiores

A educação universitária pode ajudar a conseguir alguns tipos de sucesso, mas faz pouca ou nenhuma diferença se você é ou não bem sucedido em outras áreas da vida. Sem dúvida, a educação universitária é essencial se você quer ter uma carreira em uma profissão como direito, engenharia, educação ou a medicina. No entanto, você não precisa de um diploma universitário para se tornar um rico e poderoso astro de cinema, estrela de esportes ou empresário. Na verdade, a formação universitária geralmente não permite que você alcance também a felicidade espiritual, ou ter relacionamentos bem sucedidos com a família e amigos.

Você pode ser feliz sabendo quais são seus sonhos e descobrindo como chegar ate eles. Um curso superior, seja ele de ensino técnico ou não, pode te ajudar a alcançar alguns sonhos, mas não todos. Há uma super valorização dos diplomas que não tem sentido. É certo dizer que talvez, você precise se esforçar mais para manter uma vida financeiramente estável. Mas nos tempos de hoje, todos nós precisamos e ninguém conquista as coisas sem esforços pessoais. A educação formal, na realidade, serve muito mais para nos educar a termos sonhos mais “concretos” e baseados nos sonhos dos outros do que pensar por nós mesmos e trilharmos novos caminhos. Existem muitos tipos diferentes de sucesso. Alguns deles, ainda nem descobrimos. Outros, serão descobertos por aqueles que arriscarem. A educação universitária pode ajudá-lo a alcançar o sucesso profissional em algumas carreiras. Pode até ser que não ter uma educação formal dificulte as coisas e até seja um caminho que cause algum problema. Você poderá sempre estudar, se quiser.

Como dizia um grande escritor, o que vale na vida não é o destino, mas sim toda a jornada e os percalços pelos quais passamos até chegar a ele.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)