Gestão de equipe: o que é?

Em Recursos Humanos por André M. Coelho

O gerenciamento de equipe tem ganho mais destaque a cada dia mais, já que há uma grande concorrência entre as empresas. Os gerentes de equipe tem então que obter o máximo de seus times, sem que a saúde e os direitos dos indivíduos sejam prejudicados. Mas como trabalhar com isso? O que é o gerenciamento de equipe na prática?

O que é gestão de equipe?

A gestão de equipe é um conceito onde um grupo ou equipe de indivíduos é reunido para realizar qualquer tarefa sob uma liderança ou gerenciamento. O gerenciamento de equipe é um conceito importante em todos os campos onde indivíduos com habilidades diferentes trabalham juntos para alcançar um objetivo comum. Nos negócios, a gestão da equipe é o esforço coletivo e orquestrado de todos os funcionários para alcançar objetivos da organização.

Importância da gestão de equipes e liderança

Toda organização é composta por muitos funcionários que recebem um papel particular em seu trabalho. Cada indivíduo realiza seu trabalho e tarefas de acordo com o requisito. Mas o esforço coletivo de todos é o que as empresas querem alcançar seus objetivos de negócios. É aqui que os trabalhos de gerenciamento de equipe e equipe são essenciais. O gerenciamento de equipe é essencialmente gerenciar uma equipe. Exercício de construção de equipe, quaisquer problemas entre os membros da equipe devem ser resolvidos, as melhores habilidades devem ser usadas e os objetivos de negócios devem ser atendidos como parte do gerenciamento de equipe. O conceito está intimamente entrelaçado com outras habilidades como liderança, gerenciamento de tempo, tomada de decisão, boa governança, tomada de comunicação etc.

Práticas de liderança e gestão de equipes

O gerenciamento da equipe é uma habilidade importante que é exigida por qualquer gerente. As empresas têm que identificar líderes que podem controlar, dirigir e maximizar a saída de sua equipe. Algumas dicas e estratégias para gerenciamento de equipe eficaz são:

1. Comunicação

Uma boa discussão alinhada e honesta com os membros da equipe é essencial para o gerenciamento efetivo da equipe. Os membros da equipe devem ser constantemente comunicados ideias de negócios e estratégias de empresa que a liderança está pensando para que os funcionários estejam cientes do que é a visão da empresa.

2. Motivação

A gestão eficaz das equipes requer motivação constante dos funcionários. Uma equipe forte exige que todos os membros sejam motivados e cheios de energia positiva para completar suas tarefas.

3. Feedback.

O feedback dos funcionários por idosos, bem como os pares é importante para o gerenciamento efetivo da equipe.

As empresas avaliam funcionários usando técnicas como feedback de 360 ​​graus e ajudam os funcionários a melhorar.

Gestão equipe

Uma boa gestão de equipe contribui para melhores resultados na empresa. (Imagem: Image Illustration)

4. Transparência.

Ter uma estrutura organizacional transparente é crítica para o gerenciamento de tempo.

Subordinados e membros da equipe devem ter acesso fácil à alta gerência, discutir novas ideias, revoltar certas práticas erradas, a voz do funcionário deve ser ouvida etc.

5. Delegação

Gerenciamento de equipe eficaz garante que um líder de equipe use delegação de autoridade ao dar trabalho aos membros. Isso ajuda na confiança do funcionário que acha que o gerente confia em suas habilidades e habilidades de trabalho.

6. Flexibilidade

Membros da equipe que têm flexibilidade no trabalho usando métodos como ajuda de equilíbrio de vida útil em sua saída comercial, que é importante para o gerenciamento efetivo da equipe.

7. Recompensa

Reconhecendo os esforços dos membros da equipe através de recompensas, prêmios, prêmios, promoções etc. são essenciais para uma boa gestão de equipes, pois isso ajuda na confiança dos funcionários.

8. Treinamento.

Atualizando habilidades de funcionários com treinamento regular e desenvolvimento ajuda em forte gerenciamento de equipe. Novas habilidades, ferramentas, metodologias de aprendizagem, sessões de treinamento, etc. Ajudar a aprimorar as habilidades dos funcionários e, assim, melhorar a saída da equipe.

Tipos de equipes

O gerenciamento de equipe é essencial é gerenciar qualquer equipe. Dependendo do requisito de negócios, existem diferentes tipos de equipes:

1. Equipe Funcional Multidisciplinar

2. Equipe de trabalho auto dirigida

3. Equipe de propósito especial

4. Equipe coringa

Seja qual for a saída da equipe, os princípios básicos e estratégias de gerenciamento de equipe são semelhantes.

Exemplos de gestão de equipe

Pode haver vários exemplos de gerenciamento de equipe em todos os domínios da vida, como negócios, política, esportes, lazer etc. Alguns exemplos de gerenciamento de equipes são os seguintes:

1. Gestão de equipe nos negócios

Considere uma cabeça de marketing que tem que vender seus produtos em uma localização específica. Ele ou ela tem que gerenciar diferentes equipes como a equipe de produtos para garantir uma boa qualidade do produto, equipe de marca para embalagem e design, equipe de marketing para comunicação ao ar livre, equipe de vendas para gerenciar vendas, etc., portanto, um gerente de marketing teve que alinhar toda a equipe para Boas vendas que é possível através de gerenciamento de equipe eficaz.

2. Gestão de equipes em esportes

Qualquer esporte de equipe como futebol, basquete, rugby, hóquei etc. Requer gestão eficaz da equipe. O treinador ou gestor de equipe garante que os jogadores tenham um bom vínculo e sejam altamente motivados para ganhar. O gestor da equipe  também gerencia os médicos da equipe, o gerente de publicidade, os consultores de jogadores, os diretores do clube etc. Para garantir que a equipe esportiva funcione efetivamente para ganhar jogos, troféus e ganhar lucros.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário