Quais são os cargos da Polícia Civil?

Em Concursos Públicos por André M. Coelho

No Brasil, a Polícia Civil é o nome das forças policiais estaduais de investigação. A Polícia Civil faz parte de agências da Administração Pública dos Estados e do Distrito Federal do Brasil, cuja função é, em conformidade com o artigo 144.º da Constituição Federal de 1988, o exercício da segurança pública para a preservação da ordem pública, da segurança das pessoas e pelo patrimônio.

Dentro da Polícia Civil, há cargos e hierarquias claras que estabelecem o seu funcionamento e funções de cada um.

Polícia Civil: o que faz?

Cada um dos estados e do Distrito Federal possuem seu próprio Departamento de Polícia Civil, que realiza trabalhos de detetive, forense e investigação criminal, enquanto a “polícia militar” realiza tarefas policiais preventivas.

A Polícia Civil o exercício das funções da polícia judiciária e o exercício das atividades da polícia administrativa e de segurança, que são indispensáveis ​​para a preservação da ordem jurídica, à (promoção da) vida harmônica da comunidade, e garantir aos cidadãos direitos e liberdade.

Cargos da Polícia Civil: cargos de nível médio e superior

Abaixo, os cargos para a Polícia Civil

1. Autoridade policial – Delegado e Comissário: nível superior em direito

É exigido a um comissário de polícia ser: um bacharel em leis, ser aprovado pela O0rdem dos Advogados do Brasil (OAB) após a formatura e ter um mínimo de 3 anos de experiência como advogado.

O delegado é responsável por organizar e conduzir operações policiais e investigações, bem como realizar atividades administrativas.

2. Escrivão: nível superior

Responsável pelo trabalho burocrático da Polícia Civil, como documentações, registros, etc. Podem ser formados em qualquer área de conhecimento.

3. Agente ou especialista da Polícia Civil: nível superior

Agente, investigador, inspetor ou especialista da Polícia Civil. Podem ser formados em qualquer área. No caso do especialista, deve ser formado na área de conhecimento na qual irá trabalhar.

4. Perito criminal: nível superior

O perito criminal participa de um departamento de polícia geralmente chamado de “polícia científica” ou “polícia técnica”, responsável pela experiência criminal no respectivo estado. O perito deve ser formado em área associada à qual é perito.

Obs.: todos os cargos acima exigem inicialmente a aprovação em concurso público específico.

Cargos da Polícia Civil

Há diversos cargos na Polícia Civil, tanto para quem tem ensino médio quanto para quem tem ensino superior. (Imagem: Polícia Civil)

Qual a estrutura da Polícia Civil?

A Polícia Civil é dividida em estruturas que contribuem para seu correto funcionamento:

Conselho Superior da Polícia: órgão colegiado da instituição:

Gabinete: assistência direta do chefe de polícia

Departamento de Operações de Planejamento e Polícia: planejamento operacional

Gabinete geral de polícia: discalização

Academia Policial: formação profissional

Departamentos de polícia: Órgãos Operacionais.

Departamento de Administração: suporte administrativo

Departamento Técnico-Científico: suporte técnico-científico (em alguns estados, esta é uma organização separada)

Investigações especiais da Polícia Civil

O departamento especial de investigações, é o órgão de informação da polícia dos estados, é responsável pelas investigações policiais altamente complexas; No entanto, como seu dever, tem a segurança das dignitários e a manutenção dos serviços especiais de operações (Core, Goe e outros), que usam policiais altamente treinados em tarefas perigosas que a polícia tem que enfrentar diariamente.

Qual a função da Polícia Civil?

A função da polícia judiciária é exercida através da investigação da polícia, incluída na lei de acusação brasileira, a fim de investigar as infrações penais e sua responsabilidade. Quando concluiu que a investigação é enviada ao juiz criminal, que tomará os procedimentos cabíveis para que a lei seja respeitada.

Ficou com alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário