O desenvolvimento infantil é um processo global, isto é, um processo que engloba todas as habilidades de uma criança. Este processo envolve aprender e dominar habilidades como sentar, andar, falar, pular, amarrar sapatos, fazer amigos, se comunicar, entre outras. As crianças aprendem essas habilidades, chamadas marcos de desenvolvimento, durante períodos de tempo previsíveis na infância.

Em um projeto pedagógico de uma instituição de ensino, a escola precisa passar aos pais quais são as habilidades e competências esperadas nas diferentes áreas do conhecimento a cada série em que o aluno está. Desta forma, é possível que os pais estejam mais presentes no processo de desenvolvimento infantil e ajudem a criança a desenvolver as habilidades e competências requeridas para aquela idade.

Competências e habilidades no ensino fundamental e educação infantil

A Lei de Diretrizes e Bases (LDB) da educação infantil norteia de modo geral as habilidades que as crianças devem desenvolver durante a educação infantil e básica. Porém, cada escola tem um projeto diferente, que pode modificar as habilidades e competências dependendo da série. Por isso, é impossível dizer quais são todas as habilidades desenvolvidas em cada série, com exatidão. Os pais devem solicitar a proposta pedagógica da escola para poderem auxiliar os filhos na escola. Porém, em todas as séries da educação infantil e fundamental, algumas habilidades e competências estão sendo sempre trabalhadas, e os pais devem conhecê-las a fundo afim de ajudar os filhos no melhor desenvolvimento possível.

Habilidades e competências educação infantil: desenvolvimento cognitivo

Esta é a capacidade da criança para aprender e resolver problemas. Por exemplo, isso inclui um bebê de dois meses de idade aprendendo a explorar o ambiente com as mãos ou os olhos, ou uma criança de cinco anos aprendendo a resolver problemas matemáticos simples. Na infância, a criança aprende a lidar com problemas mais concretos, isto é, problemas que ela pode tocar e visualizar. É difícil para uma criança, por exemplo, conseguir resolver problemas de álgebra, pois isso demanda um alto grau de abstração. Porém, ela pode até entender um pouco sobre o teorema de Pitágoras se você mostrar visualmente o que ele significa, trazendo o conhecimento para um nível em que a criança pode entender os conceitos mais básicos. Mas não espere que ela vá conseguir resolver o teorema ou entender o que as letras significam.

Habilidades e competências na educação infantil: desenvolvimento social e emocional

Esta é a capacidade da criança de interagir com os outros, inclusive em ajudar os outros e mantendo o autocontrole. Exemplos deste tipo de desenvolvimento incluem um bebê de seis semanas sorrindo, um bebê de dez meses acenando para as pessoas ou um garoto de cinco anos sabendo como se revezar nas brincadeiras da escola. Na infância, é muito importante que a criança conheça seus sentimentos e conheça seus próprios limites, sejam eles mentais ou corporais. Isso dá a ela uma maior segurança, pois ao se conhecer melhor, a criança pode conhecer o mundo ao seu redor a partir de um ponto de vista único: o dela.

Desenvolvimento infantil

O desenvolvimento das crianças deve ser acompanhado de perto pelos pais para que elas tenham um desenvolvimento saudável e cada vez adquirindo mais conhecimentos. (Foto: Literacy Learning Tutor)

Habilidades e competências educação infantil: desenvolvimento da fala e da língua

Esta é a habilidade da criança de entender e usar a linguagem. Por exemplo, isso inclui um bebê de 12 meses dizendo suas primeiras palavras, uma criança de dois anos nomeando partes de seu corpo, ou uma criança de cinco anos aprendendo a dizer o nome das partes de seu corpo. Durante a infância, a criança também deve ser educada sobre aspectos sociais da comunicação, aprendendo que certas palavras não são adequadas em todas as situações, e que a linguagem corporal também é importante para se comunicar. Aprender a controlar o tom de voz em diferentes situações é uma importante habilidade aprendida pelas crianças nessa fase.

Habilidades e competências educação infantil: desenvolvimento de habilidades motoras finas

Esta é a habilidade da criança de usar pequenos músculos, especificamente suas mãos e dedos, para pegar objetos pequenos, segurar uma colher, virar páginas em um livro, ou usar um lápis para desenhar. Essa habilidade inclui também a capacidade de tocar instrumentos musicais, que exigem uma alta coordenação e habilidade no uso das habilidades motoras finas. Desenhos, escrita, entre outras habilidades são também importantes no desenvolvimento dessa capacidade.

Habilidades e competências educação infantil: desenvolvimento de habilidades motoras

Esta é a capacidade da criança de usar músculos grandes. Por exemplo, um bebê de seis meses de idade aprende a sentar-se com algum apoio, um bebê de 12 meses de idade aprende a ficar em pé, e uma criança de cinco anos de idade, aprende a pular corda. Esportes, num geral, e atividades ao ar livre são ideais para o desenvolvimento dessas habilidades. É importante que as crianças aprendam a controlar a amplitude dos movimentos e conheçam a fundo suas capacidades motoras, para poderem explorar mais possibilidades que dependem de aspectos físicos e motores.

Marcos de desenvolvimento na educação infantil

Um marco de desenvolvimento é uma habilidade que uma criança adquire dentro de um período de tempo específico. Por exemplo, um marco de desenvolvimento importante é aprender a andar. A maioria das crianças aprende esta habilidade entre 9 e 15 meses.

Os marcos se desenvolvem de forma sequencial. Isso significa que uma criança precisa desenvolver algumas habilidades antes que ele ou ela possam desenvolver novas habilidades. Por exemplo, as crianças devem primeiro aprender a engatinhas e se levantarem para uma posição de pé antes que elas sejam capazes de andar. Cada marco que uma criança adquire se constrói sobre o último marco desenvolvido.

Os marcos de desenvolvimento apropriados à idade podem ser encontrados no projeto pedagógico da escola, e basta solicitar ao professor ou coordenador pelo documento. Se você está preocupado que seu filho não tenha atingido um marco de desenvolvimento, é importante conversar com a coordenação da escola e os professores para saber o que pode estar acontecendo. Pode ser algo simples, como dificuldades motoras, ou pode ser o sintoma de um problema mais complexo, como uma deficiência auditiva ou visual.

Quais são os marcos ou habilidades típicas que as crianças aprendem em diferentes idades?

O cérebro cresce muito rapidamente durante os primeiros anos de vida. Durante este tempo, seu filho está aprendendo todos os tipos de novas habilidades. As crianças geralmente adquirem as habilidades de desenvolvimento durante um período de tempo específico ou janela, e podemos prever quando a maioria das crianças aprenderá habilidades diferentes. Novamente, é importante estar em contato com a escola de seu filho para saber as habilidades esperadas para a série de seu filho.

E se o meu filho não atingir um marco de desenvolvimento?

Cada criança é um indivíduo único e pode cumprir marcos de desenvolvimento um pouco mais cedo ou mais tarde do que seus pares. Você pode ter ouvido as pessoas dizerem coisas como um filho que começou a andar antes de completar 10 meses, muito mais cedo do que o irmão mais velho. ou que ela não falava muito até os 2 anos de idade. Isto é porque cada criança se desenvolverá em seu próprio ritmo.

No entanto, há definitivamente blocos de tempo quando a maioria das crianças vai cumprir um marco. Por exemplo, as crianças aprendem a andar a qualquer momento entre os 9 e os 15 meses de idade. Assim, se seu filho tem 13 meses de idade e ainda não está andando, não há necessidade de se preocupar se ele está rastejando e se puxando para ficar de pé. Ele adquiriu as habilidades que ele precisa para aprender a andar e pode começar a andar logo. No entanto, se você tiver uma criança de 15 meses de idade que ainda não está andando, é uma boa ideia conversar com o pediatra do seu filho para certificar-se de que não há quaisquer problemas médicos ou de desenvolvimento já que a idade de 15 meses está fora da janela ou período normal em que as crianças aprendem a andar.

Tanto o pediatra quanto a escola podem fornecer janelas ideais para o aprendizado de habilidades cognitivas e motoras. As principais janelas que os pais devem se preocupar são para as seguintes habilidades:

  • Falar
  • Andar
  • Interagir com os amigos
  • Cálculos matemáticos simples
  • Conhecer as diferentes partes do corpo
  • Aprendizado de uma segunda língua
  • Música
  • Identificação de sons
  • Visão
  • Diferenciação de palavras
  • Compreensão de textos simples
  • Leitura

No entanto, sempre que tiver dúvidas, não hesite em perguntar a um profissional como o médico do seu filho, a própria escola, ou um especialista em desenvolvimento ou comportamento infantil. Há também vários especialistas clínicos que são especificamente treinados em várias áreas de desenvolvimento que podem ser consultados. Estes incluem fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, psicólogos de desenvolvimento e audiologistas.

Como posso ajudar meu filho a atingir esses marcos de desenvolvimento?

Como pais, todos queremos que nossos filhos tenham sucesso e sejam o melhor que podem ser. Um dos fatores que influenciam o desenvolvimento do nosso filho é a sua composição genética. Algumas pessoas se referem a isso como natureza. Os genes são o material genético que passamos aos nossos filhos. As crianças nascem com seus genes no lugar. Esses genes agem como um modelo para quais características uma criança pode ter. Por exemplo, os genes determinam se uma criança terá olhos azuis ou olhos castanhos. Eles também determinam se ela será canhota ou destra.

O outro fator que influencia o desenvolvimento infantil é o meio ambiente. Isso inclui as experiências que as crianças tem em seus ambientes domésticos, escolares e comunitários. O ambiente pode melhorar ou prejudicar o projeto genético de uma criança. Por exemplo, as crianças desnutridas podem não atingir seu potencial de QI por causa do impacto de seu ambiente no desenvolvimento do cérebro.

Muitas vezes pensamos que precisamos comprar brinquedos especiais, músicas e jogos para estimular o desenvolvimento das nossas crianças, mas temos que nos lembrar que é mais importante executar atividades diárias com seu filho para incentivar o desenvolvimento cerebral. Nessas atividades, é importante que os pais:

  • Deem muito amor e atenção aos filhos. Não importa qual a idade de uma criança, segurar, abraçar, e escutar são maneiras importantes mostrar a seu filho que você se importa.
  • Interaja com seu filho conversando, cantando, brincando, comendo e lendo com ele. Seu filho crescerá se sentindo especial e importante para você. Você também vai aprender muito sobre os interesses do seu filho e habilidades.
  • Leitura. As pesquisas mostram que as crianças que tem seus pais incentivando a leitura e lendo para elas tem um vocabulário maior do que outras crianças. A leitura também fornece às crianças novas perspectivas sobre o mundo em que vivemos.
  • Aprenda algumas habilidades parentais simples para ajudar seu filho a aprender a se comportar. As habilidades parentais mais importantes são ter regras consistentes, recompensar os comportamentos que você quer ver seu filho repita e ter conseqüências para os comportamentos que você não quer que seu filho continue fazendo.
  • Limite o tempo de TV e o tempo de videogame a não mais do que 1 a 2 horas por dia.
  • Peça ajuda quando precisar dela, de seu cônjuge, parceiro, família, amigos, escola, ou médico do seu filho.

Ser um pai é algo maravilhoso mas não é sempre fácil. Vai exigir muito de você a cada dia, e o prêmio nem sempre poderá ser visto logo de cara. Dedique-se cada vez mais a se tornar um pai melhor, e todos os dias você será premiado com a felicidade de seus filhos.

Como você acompanha o desenvolvimento dos seus filhos? Quais habilidades você acompanhou no desenvolvimento?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)