A perseguição na empresa é uma conduta inaceitável em qualquer ambiente de trabalho. Já enfrentamos inúmeros desafios para encontrar um bom emprego e um problema como este pode ser o início de problemas de saúde, perda de produtividade e até justificativas para uma demissão. Precisamos tomar muito cuidado com estas situações e compreender bem nossos direitos como empregados.

O que é a perseguição na empresa?

A perseguição na empresa é também conhecida como assédio moral. É caracterizada por uma ação voluntária de uma pessoa com um cargo acima dentro da empresa que persegue todas suas ações, projetos e trabalhos dentro da empresa. Há situações até de humilhação, quando o superior chama a atenção da pessoa em público ou destaca sempre a pessoa em discussões ou como exemplo a não ser seguido.

Por que acontece a perseguição na empresa?

Geralmente, não sabemos os motivos que geraram a perseguição. Mas podemos interpretar alguns motivos possíveis:

Falta de “química”: pode ocorrer entre duas pessoas a completa falta de química, ou seja, uma não gosta da outra sem motivos aparentes;

Falta de profissionalismo: a pessoa pode ter problemas pessoais com outra e não saber separar o pessoal do profissional, levando para a empresa os problemas;

Postura profissional diferente: também pode ocorrer da pessoa que está te “perseguindo” ter uma visão diferente de gestão. Este conflito pode gerar a impressão de uma perseguição, mas pode ter outros motivos, como uma forma “errada” de te motivar;

Ameaça ao cargo: no caso de uma pessoa ser boa na função que exerce, seu superior em hierarquia pode se sentir ameaçado pela qualidade do trabalho do outro e assim, persegui-lo no emprego;

Rejeição sexual: quando há alguma atração sexual por uma pessoa a outra, sejam elas do mesmo sexo ou sexos opostos, e há uma rejeição por parte da pessoa de nível hierárquico inferior, além do assédio sexual, podemos ter também a perseguição (assédio moral), quando a pessoa fica de “birra” com a outra.

Existem mais motivos, mas estes são os principais e mais comuns.

Direitos dos trabalhadores protegidos por sindicatos

Um dos papéis mais importantes do sindicatos é prezar pelo bem estar dos sindicalizados. Punir aqueles que perpetuam o assédio moral é uma das formas que o sindicato garante seu papel bem exercido. (Foto: chapa1sindserv.wordpress.com)

O que fazer quando você é perseguido na empresa?

Seja qual for o motivo, se você está sofrendo perseguição no trabalho por um chefe, supervisor, coordenador e até colegas de trabalho de mesmo nível hierárquico, há vários procedimentos cabíveis para encontrar uma solução ao seu problema.

Registre todos os casos e tenha testemunhas

Antes de mais nada, sempre tenha o registro escrito de todas as solicitações e pedidos de seu superior que você julga estar fazendo o assédio moral. Peça que ele mande tudo por e-mail ou documentos assinados. Aos seus pares, peça que eles passem a prestar atenção no tratamento dado a você pelo seu superior. Tenha registros de tudo isso antes de qualquer conversa para se proteger caso não haja diálogo.

Converse com a pessoa

O diálogo é algo que sempre destacamos em nossos artigos como a principal forma de solucionar qualquer problema. Você deve entrar em contato diretamente com a pessoa, falar pessoalmente de seu ponto de vista e perguntar o que está acontecendo, além do por quê desse tratamento diferente de outros funcionários. Pode acontecer da pessoa estar chateada com alguma postura sua no trabalho. Muitas vezes a pessoa não percebe a perseguição e muda rapidamente quando é chamada a atenção a isso. Espere algum tempo para ver a mudança e ajude a pessoa a perceber quando ela cometer algum abuso.

Converse com os superiores de quem está fazendo o assédio moral

Caso após alguns dias da conversa tudo continue do mesmo jeito, você deve entrar em contato com quem estiver acima dessa pessoa. Descreva os acontecimentos com detalhes, além de usar os registros e comparação com seus pares de mesma função. Deixe clara sua insatisfação com a situação e de que precisa de uma solução, já que respeitou a hierarquia e não viu resultado. Esta também é a última instância a seguir para uma solução amigável ao caso.

Registre boletins de ocorrência

Após as conversas, antes de procurar uma solução legal para seu caso, passe a registrar boletins de ocorrência policial quando perceber os abusos, além de continuar registrando todos os problemas. Principalmente quando os abusos envolvem insultos verbais, o boletim de ocorrência é o único documento legal cabível para comprovar a situação.

Registre sua situação de saúde

Peça declarações a profissionais de saúde sobre seu estado mental e físico. Geralmente, o assédio moral só é reconhecido quando há um real dano ao bem estar do empregado. Estas declarações ajudam a confirmar a situação de penúria do empregado e assim, ajudam uma decisão favorável da justiça.

Converse com um advogado ou seu sindicato

Muitos sindicatos profissionais, como os dos bancários, já estão especializados em casos de assédio moral e sabem muito bem como te orientar. Por isso, se conversar com seus superiores e seus pares não resolver o problema, você deve entrar em contato com os sindicatos e/ou advogados trabalhistas para resolver a situação. Assim, você garante seus direitos e que os responsáveis sejam devidamente punidos pela má conduta.

Considerações Finais

O MTE divulgou uma cartilha em seu site bem completa sobre o Assédio Moral e Sexual. Você pode utilizá-la para compreender melhor seus direitos de trabalhador. Vale ressaltar que no âmbito Federal, ainda não existem leis, mas projetos de leis e jurisprudência (decisões anteriores) que tratam o assédio moral como um crime trabalhista. Em certos estados e municípios já há leis especificamente sobre estes casos. Seu advogado e seu sindicato são os mais indicados para informações mais detalhadas.

43 comentários para “Perseguição na empresa – O que você pode fazer?”

  1. Gedeon Rodrigues de Paula

    Gostei do site e gostaria de receber planilha de como registrar algum tipo de perseguição

  2. Adorei O Site

    Sofro perseguição por duas funcionarias antigas da casa em que trabalho onde elas falam que vão me infernizar ate eu cair fora e estão falando ate em fazer magumba pra min e pegaram na minha bolça um comprovante de banco onde tem a senha do cartão da minha filha o qual vão usar para o feitiço, posso ir na delegacia pretar uma qurixa?

    • Equipe Ponto RH

      Não pode.

  3. Rosineide

    Meu Deus não sei mas o que fase com uma pessoa da mesma área de trabalho ela por se antiga na casa que passa por sima de mim no meu local de trabalho e eu não sei mas o que fase a 1 ano e 6 meses que sofro com essa pessoa que torna minha vida no inferno

    • Equipe Ponto Rh

      Você tem provas? Registros? Testemunhas? Se tiver, você pode reunir tudo e levar ao seu empregador ou diretamente a um advogado trabalhista, fazendo também uma denúncia ao Ministério do Trabalho.

  4. Gi Gatona

    Foi mandada em bora do emprego por ser da limpesa, porém subi de cargo hj sou da portaria foi perceguida pelo o sindico do predio ele pediu minha cabeça, e hj estou dezempregada

    • Equipe Ponto Rh

      Como foi essa perseguição? Você tem estemunhas e provas?

  5. Maria

    Eu sou recepcionista numa clinica Dentaria
    Ha 5 anos, mas quando tem cirurgia sou obrigada a auxiliar e eu não gosto dessa função porque não faz parte do meu trabalho e não ganho nada por isso.

    • Equipe Ponto Rh

      Quais são as atribuições do seu contrato de trabalho? Se, no seu contrato, está apenas o trabalho de recepção, você não é obrigada a trabalhar como auxiliar. Entretanto, você pode conversar com seu empregador para solicitar não fazer mais esse trabalho de auxiliar ou aumentar o salário para essa tarefa, acrescentando a atribuição no seu contrato.

  6. Carla Brito

    Estou sendo perseguida por duas pessoas do trabalho. São da mesma função que eu. Eles se uniram e fazem ouvidorias mentirosas sobre meu trabalho, ligam pra ouvidoria como se fossem turistas (trabalho com atendimento ao público) e reclamam do meu atendimento, dizem que trabalho alcoolizada, fazem de tudo pra me dezistabilizar e queimar minha imagem profissional. Como devo agir?

    • Equipe Ponto Rh

      Você tem provas, como testemunhas e documentos? Junte todas as provas e faça uma visita a um advogado trabalhista. Se você não tem dinheiro para um advogado trabalhista particular, procure o Sindicato da sua categoria que eles te indicarão um profissional.

  7. Cíntia

    Olá meu nome e cintia comecomecei a sfrer um tipo de perseguição nas ultimas semana. O motivo foi porque conversava com uma colega de trabalho e uma de minhas amigas não gosta da mesma então me vrou a cara e assim pondi outras contra mim tentei conversar com ela ela disse que não gosta da colega e não confia nela e hunto as vezes a encarregada tem tambm me tratado diferente tudo pir motivos desnecesarios coisa de primeira série ate pensei em mudar de turno pra ter paz mas não posso mudar porque tenho uma filha pequena e gosto.muito de trabalhar ali e uma otima empresa. Vou ver essa semana como vai ser se continuar a mesma coisa vou ter que levar o caso a frente. Pois não e dacil ludar com indiretinhas e implicancias.

    • Equipe Ponto Rh

      Procure o diálogo intermediado por um supervisor, coordenador ou chefe. Antes disso, tente você mesmo conversar com ela. Registre tudo que você puder, preferencialmente com testemunhas. Um advogado trabalhista pode te ajudar melhor no que fazer nessa situação.

  8. Juliana Santos

    Sou da prevenção de perdas de um estabelecimento, sou uma especie de segurança no local porém não tive nenhum treinamento, tenho que abordar pessoas, fazer revistas etc.
    Porém o estabelecimento tem seus seguranças de uma empresa terceirizada.essa função e legal?

  9. Anderson Ern

    Fui ameaçado pelo meu chefe do rh por abrir uma cat o que eu faço nessa cituaçao

    • Equipe Ponto Rh

      A CAT realmente aconteceu? Você tem provas da ameaça? Se o chefe do RH continuar te ameaçando, faça uma denúncia anônima ao Ministério do Trabalho.

  10. Loiriane Fernandes da Silvca

    Boa tarde trabalho a dois anos em uma empresa de vistorias, desde que eu entrei a dona da empresa me trata super mal, desfaz de mim, chama minha atenção na frente dos outros, faz insinuações a meu respeito e carater, já não consigo trabalhar direito só de ouvir a voz dela me sobe um nervo, hoje mesmo fui renovar minha habilitação de carona com um colega de trabalho, ai chegamos ela veio ate esse meu colega na minha frente e falou: você fez vistoria no seu carro hoje? Em alguma esquina? O pior que todos ve que ela me trata mal mais se eu precisar de testemunha não vou conseguir ninguem aqui, quais outras provas consigo para poder entrar com um processo trabalhista?

    • Equipe Ponto Rh

      Converse com um advogado trabalhista, levando a ele provas e também testemunhas do que está acontecendo.

  11. Maria

    Oi, boa Noite! Trabalho e um hospital e minha superiora passou a me perseguir gratuitamente, sem motivo algum, e me trata com indiferença não sei o que fazer estou com depressão sindrome do panico por conta disso que foi diagnosticado pelo médico que esta querendo me afastar, me da calafrio e palpitação passar enfrente da empresa onde trabalho, começo a lembrar dos aborrecimentos e transtornos o que fazer?

    • Equipe Ponto Rh

      Reúna provas e testemunhas, além de atestados médicos, e leve para um advogado trabalhista.

  12. Ricardo

    Muito chou

  13. José Fernandes

    Eu sou vigilante numa empresa estou sendo prejudicado pelo meu colega da mesma empresa. Por desmoralizar meu trabalho e a minha pessoa.a unica prova que tem deste fato e gravação no meu telefone de voz.
    Muito grato

    • Equipe Ponto Rh

      Você consegue alguma testemunha? Tem mais provas? Como você está sendo prejudicado? Te que analisar tudo isso com muita calma. Converse com seu sindicato ou um advogado trabalhista.

  14. Katia

    Eu trabalho em uma empresa hospitalar temos a ouvidoria de um tempo para ca a responsável pelo setor me responsabiliza por tudo que acontece no meu setor mesmo não sendo eu que recebe as pessoas ou da as informações o que devo fazer

    • Equipe Ponto Rh

      Entre em contato com o sindicato da sua categoria e o Departamento de Recursos Humanos da sua empresa.

  15. Renata

    Após anos de trabalho a nova gerente entrou depois de mim e quer me mandar embora, só que está fazendo o restante da equipe não falar comigo, não me passa serviço, não avisou nem que ia tirar férias. Fico isolada no departamento e fiquei sabendo por fofoca que já tem uma pessoa para ir para o meu lugar. Terei que aguardar mandarem embora? Tenho que passar por essa humilhação?

    • Equipe Ponto Rh

      Reúna provas e leve a um advogado trabalhista, seguindo as dicas do artigo//www.pontorh.com.br/como-conseguir-advogado-trabalhista/. Pelo que você descreve. Pode ser caracterizado como assédio moral, e até justificar uma demissão indireta.

  16. Antonio Aguinaldo

    Valeu… Esclare bem, estou passndo por isso e estou sofrendo muito muitos veem mas deixam pra lá ou não tem como fazer nada…

  17. Cristina

    Olá boa tarde, trabalho a 5 meses em um hotel, na lavanderia, e faz 2 meses que sofro perseguição da minha gerente, do nada, sou uma pessoa que tenho responsabilidade no meu trabalho, não chego atrasada, não falto, sou muito prestativa, e não sei o motivo dela me humilhar na frente dos outros, ficar fazendo piadinha, olha estou emtrando em depressão, não sei o que fazer, tenho testemunhas do que ela me faz, o que fazer?

    • Equipe Ponto Rh

      Reúna provas e consulte um advogado trabalhista.

  18. Rose

    A três anos trabalho nesta empresa e já fui perseguida por um antigo coordenador que já saiu da empresa ele chegou ate a levar uma advertência por ter inventado mentiras a meu respeito.Hoje venho sendo apontada pelo meu superior que atua na area de RH.Ele me questiona se levo atestado. Fala que sou ma companhia para meus colegas, insinua que não sou boa funcionaria.Meus colegas sabem de tudo mas ningem tem coragem de testemunhar a meu favor por medo de perder o emprego o que posso fazer.Estou ficando doente.e estou tomando anti drepressivo mas não tenho como provar essa perseguiçao

    • Equipe Ponto Rh

      Rose, converse com um advogado trabalhista. Você pode encontrar um bom seguindo as orientações do artigo//www.pontorh.com.br/como-conseguir-advogado-trabalhista/

  19. Sandro

    Boa noite… Fui convocado a ser testemunha a favor da Empresa contra um Funcionário que buscava seus direitos…
    Para isso o Advogado da Empresa sugeriu que tinhamos que MENTIR a favor da Empresa, como não aceitei apartir da negativa o meu PATRAO mudou seu tratamento Comigo passando a me perseguir… Como devo agir?

    • Equipe Ponto Rh

      Registre um Boletim de Ocorrência e leve o caso para um advogado. O que seu patrão pediu para vocês fazerem é crime.

  20. Aurelio

    Olá tudo bem, estou em uma empresa a 15 anos e de uns 4 anos pra CA tem um irmão dos donos da empresa em que trabalho começou a perga no meu pé, sempre inventando que minha equipe não presta que eu não faço nada direito, no ramo que estou tenho que abastecer o depósito antes de descarrega os caminhões, aí ele pega chama os motorista e fica falando para eles que eu não estou descarregando por que não quero, fico em uma situação muito complicada pois eles tem presa e aí acreditam nele, uns dos sócios até já está me perseguindo de tanto que ele fala mal de mim, muito colegas de trabalho quando ele comenta correm até meu local de trabalho e me conta, o que devo fazer nesse caso, já cheguei até a pedir pra ser desligado da empresa por esses motivos

    • Equipe Ponto Rh

      Registre um BO, e procure testemunhas. Leve seu caso a um bom advogado trabalhista.

  21. Marinez

    Muito bom! Me tirou algumas duvidas! Também sofro perseguição no trabalho! Posso levar o caso para delegacia?

    • Equipe Ponto Rh

      Marinez, na delegacia, você deve registrar um boletim de ocorrência, relatando o caso de perseguição.

  22. Nerica

    Boa noite’ mudei de agencia recentemente e de funcão comete duas veses o mesmo erro’ desde então todos exemplos de erro na empresa a chefe refere_se a min’ não quer enviar o email a Drh com a minha mudanca de funcao’ todas as minhas opiniões não são validas’ nas reuniões. Os chefes fazem campanha contra min para afastar os colegas. Estou a me sentir muito mal não sei o que fazer.

    • Equipe Ponto Rh

      Nerica, converse com seu sindicato ou um advogado trabalhista. Eles podem te ajudar a dar uma solução definitiva ao problema.

  23. William

    Boa tarde!
    Na empressa que trabalho, existem pessoas que de certa forma, formaram um grupo fechado e pela falta de confiança, sem que me conhecessem, adotaram uma postura altamente “repelente”. Comentários indiretos e até ofensas são proferidas ao longo do dia, além de boicote profissional por conta desses (entre outras). Essas atitudes podem ser consideradas perseguição ou assédio? Como proceder?

    • Equipe Ponto Rh

      William, se você tiver provas, pode ser considerado assédio moral, como explicamos no artigo//www.pontorh.com.br/o-que-e-assedio-moral/

  24. Ana

    Boa noite! Trabalho no alojamento de uma loja, um encarregado que mora no alojamento, está colocando alguns moradores do alojamento contra mim. Sempre entrei no quarto dele, que dorme com mais um funcionário- para limpar, colocar as roupas no armário e etc. Até que um belo dia o gerente chamou a atenção dele por não ter mandado as compras do alojamento no dia que chegou, ficando na empresa (isso aconteceu em um sábado, em que o encarregado estava de folga), na segunda feira as compras não tinham sido levada por completo- faltando a água sanitária que precisava. Então liguei para o RH e pedi se pudesse mandar pelo entregador, só que a moça do RH passou o acontecido para o gerente e novamente o gerente ligou para ele e reclamou, desde então, ele trancou a pota do quarto e não fala mais comigo. Em não falar está tranquilo… Só que agora quando chego para trabalhar é uma sujeirada na casa, jogam lixo no chão, cortam unhas na sala, colocam talco no piso da sala, deixam as louças sujas, roupas espalhadas pelo chão- celular- fone- e por aí vai, fazem como eu fosse escrava, estou me sentindo humilhada. Agora ele mandou me pedir a outra chave de um quarto em que o rapaz foi embora. Os “comparsas” deles me olham de cara feia, eu não suporto mais essa situação. É Uma casa com 12 homens que eu não conheço, estou com medo, já que coisa que eles são chamados a atenção em relação a casa as coisas só pioram.