O Ensino de Inglês como língua estrangeira refere-se ao ensino de Inglês para os alunos cuja primeira língua não é o Inglês. Dentro do espectro de cursos oferecidos, temos cursos de curta duração de fim de semana, cursos online, cursos intensivos de quatro semanas e muito outros exemplos. Pessoas embarcam em um curso de inglês geralmente para conseguir uma melhor qualificação no mercado de trabalho. Além disso, a fluência pode levar a grandes mudanças na carreira, oportunidades de trabalho no exterior e uma amplitude de coisas que você nem imagina.

Considerar alguns elementos e descobrir como analisar um curso de inglês irão te ajudar a não trocar seu sonho por horas de tédio e dificuldades desnecessárias com a língua inglesa.

Considere a extensão do curso que pretende prosseguir

A maioria das organizações de ensino da língua inglesa recomendam um mínimo de 100 horas de estudo. No mercado de trabalho, como há uma grande demanda pelos profissionais fluentes em inglês, o renome de um curso no diploma não faz tanta diferença assim. Mas a fim de obter os melhores postos de trabalho, faça um curso que as escolas instantaneamente reconhecem e respeitam. Cursos ligados a uma organização de ensino maior muitas vezes têm mais peso academicamente falando e incluem uma base sólida em gramática e ensino prático. Eles podem ser mais caros, a curto prazo, mas pode levar a melhores oportunidades de ensino depois. Procure cursos ligados às universidades de Cambridge ou Michigan. Além disso, procure se preparar para obter um certificado de fluência de reconhecimento internacional, pois certificados de instituições de ensino livre de idiomas tem quase zero de valor acadêmico.

Pense sobre onde estudar

Você quer estudar em casa, em uma instituição de ensino ou no exterior? Várias empresas oferecem pacotes de cursos em países estrangeiros de todo o mundo. Os alunos que têm certeza de que gostariam de trabalhar no exterior depois de serem qualificados, podem querer considerar estudar no país em que gostariam de trabalhar. Isso pode tornar mais fácil de encontrar um emprego e uma rede com as escolas da região. Muitas escolas oferecem pacotes onde você pode combinar o curso com formação em línguas estrangeiras ou um estágio.

Aprendendo inglês da melhor forma

Aprender inglês é uma tarefa que depende muito mais de você do que do curso que escolher. Mas um bom curso pode facilitar bastante este processo. (Foto: salvador.olx.com.br)

Qualidade e suporte

Você irá precisar de muito suporte neste momento de aprendizado. Aprender uma língua é diferente de todo tipo de aprendizado com o qual você está acostumado. Empresas que oferecem suporte online, emails, listas de discussão e outras ferramentas de aprendizado são aquelas que realmente se preocupam com seus alunos. Algumas já oferecem também monitorias, ajudando os alunos a tratarem de problemas específicos de aprendizado. Não deixe que o marketing atrapalhe sua decisão. Se a escola não deixa você assistir uma aula demonstrativa, provavelmente há algum problema com a metodologia.

Preparação para a vida real: a opinião de um professor sobre o melhor curso de inglês

Os cursos brasileiros estão agora focados em oferecer opções de aprendizado rápido. Como a maioria deles estava acostumado a oferecer opções de cursos de longo prazo, a assistência destes cursos aos alunos que precisam aprender em caráter emergencial ainda é precária, assim como o suporte de ensino usando novas tecnologias. Claro que isso tende a melhorar com o tempo, mas não veremos resultados no médio ou curto prazo.

Você tem que entender que o melhor curso irá oferecer aulas completamente em inglês, para que você sinta maior urgência em usar a língua estrangeira, além de várias opções para te dar suporte completo. Um material caro não é sinônimo de qualidade. Já vi materiais de mais de R$3 mil reais que não tinham qualidade alguma e que dependiam do professor para ter alguma utilidade. Professores legais, que interagem com o aluno, independente do material, e que forçam você a pensar e estudar são aqueles que fazem a maior diferença.

Foque na tríade professor, aluno e uso do material, e a interação entre estes três elementos em sala de aula. Levando isso em consideração, dificilmente você irá escolher um curso ruim.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)