Você está pensando em voltar para a escola? Se você estiver com mais de 50, pode ter passado anos desde que você já estudou em um ambiente formal da sala de aula. Talvez você só queira manter sua mente afiada. Talvez o momento economia te faz analisar formas de reforçar o seu currículo para conseguir uma maior segurança financeira. Ou você está sendo atraído para o ambiente vibrante da faculdade com sua variedade de pontos de vista e as oportunidades sociais?

Quaisquer que sejam suas razões para considerar a continuar a sua educação, pode ser uma tarefa difícil e intimidante, mas que pode muito bem valer a pena. Como você vai lidar com o custo do curso? Existe ajuda financeira para você? As pessoas com mais de 40, 50 ou 60 pertencem realmente dentro de um ambiente dominado por alunos de graduação no final da adolescência e início dos vinte anos?

Felizmente, a situação é muito diferente do que você pode imaginar. É cada vez mais comum para as pessoas que passam anos na força de trabalho, ou que tomam anos para criar os filhos, decidir a voltar para a escola.

Que tipo de escola é certa para você?

A mais fácil e muitas vezes mais barata opção de voltar para a escola para os alunos “não-tradicionais”, que inclui os acima dos 50, muitas vezes é se matricular em uma faculdade pública ou fazer algumas matérias como ouvinte. Esta pode ser uma excelente maneira de fazer alguns cursos perto de casa.

Você vai começar uma acomodação para o ambiente universitário e até poe ganhar créditos, caso você seja um aluno egresso. Uma vez que você está confortável com atender a uma faculdade, poderá decidir se é o ambiente certo para você ou você pode decidir continuar a sua educação em um lugar diferente. Em grande medida, qual escola você frequenta será baseado em sua localização e os laços com a comunidade, ou em seu interesse em mudar de cidade. E agora há ainda a crescente oportunidade de obter o seu diploma ou ter aulas de educação continuada em casa online.

Voltando a estudar através dos computadores

Com a informatização, fica até mais fácil encontrar um curso fácil de assistir e participar, te ajudando a concretizar o objetivo de voltar para escola. (Foto: www.mouthsofmums.com.au)

Vida no campus para os alunos mais velhos

É uma boa ideia olhar para o ambiente social das escolas que você está considerando. Algumas escolas se concentram em estudantes em tempo integral, e cursos com programação quase exclusivamente durante o dia, enquanto as pessoas mais velhas podem ser incapazes de frequentar as aulas. Outras faculdades e universidades executam programas especiais para garantir que suas escolas sejam opções viáveis ​​para os alunos mais velhos.

Existem também escolas e programas que focam a sua atenção quase exclusivamente de estudantes menos tradicionais. Numerosas pequenas escolas de formação de carreira em todo o país projetam suas programações fazendo aulas disponíveis em horários em que os trabalhadores adultos são mais propensos a participar.

O processo de inscrição e seleção

Na maioria dos casos, se você estiver indo de volta para a mesma escola que frequentou como aluno de graduação, o processo de inscrição é bastante simples. Eles terão registros de suas notas. Se você estiver indo para uma escola diferente ou retornando para um curso diferente, você vai precisar de ter informações completas, como seu histórico prévio, para reaproveitar créditos. O mesmo vale quando você está tentando uma pós-graduação, mestrado ou doutorado.

Se você ainda não fez faculdade e quer começar como um calouro de graduação, você vai precisar de um histórico escolar de suas notas, além de se preparar para enfrentar um processo seletivo. Algumas faculdades particulares tem convênios com empresas e com sindicatos de certas categorias para descontos e até ingresso automático. Vale a pena conversar com a secretaria da faculdade para mais informações.

Ajuda financeira para estudantes de meia-idade

Os alunos mais velhos são muitas vezes capazes de obter taxas significativamente reduzidas para os financiamentos estudantis, principalmente quando vem de escolas públicas. A maioria dos empréstimos estudantis estão disponíveis para todos os alunos, não exigindo que você seja jovem, afim de se qualificar. O empréstimo pode ser afetado por outras considerações, como se você já tem um grau.

Algumas faculdades e empréstimos só oferecem programas de ajuda financeira para o primeiro grau de bacharel, outros não aplicam as restrições se o estudante é um adulto que está retornando à escola para ganhar uma segunda graduação, em preparação para uma mudança de carreira. Sua renda vai certamente ser considerada nos anos que antecederam ao se inscrever.

Programas de bolsas de estudo, em sua maioria, não tem restrições de idade. Porém, eles exigem que algumas metas sejam atingidas pelo aluno, como manter uma média de notas e presença acima de 70% ou a apresentação de um número mínimo de trabalhos durante um período, como é o caso de alguns bolsistas de mestrado e doutorado.

Se você está trabalhando, você pode ter outros recursos para tocar para ajudar a pagar a educação continuada, se não estiver em uma instituição pública de ensino. Pergunte ao seu departamento de recursos humanos sobre a disponibilidade de assistência à educação. Eles podem pagar parcial ou totalmente seu ensino.

Não negligencie os outros benefícios financeiros que você pode receber como um estudante, como descontos em livros, meia entrada e outros. Estas economias podem te ajudar a comprar o material de estudos e mais.

Dedicação necessária para os estudos

Saiba que ao voltar a estudar, você terá de dedicar tempo para ler livros, fazer trabalhos e estudar para exames. (Foto: www.news.com.au)

Aprenda de graça

Muitas universidades públicas e algumas universidades privadas têm políticas oferecendo preços reduzidos e até gratuidade em muitos cursos, inclusive técnicos. Há também outros programas de formação gratuitos disponíveis, alguns dos quais são suportados pelo município ou organizações não governamentais.

Se o seu objetivo é aprender sobre um assunto, sem receber crédito ou certificado, você pode ser capaz de assistir aulas como aluno ouvinte. Esta opção te oferece a oportunidade de voltar à vida da faculdade, construir o seu conhecimento e conhecer novos amigos com interesses semelhantes.

Estude online

A web oferece uma grande variedade de faculdades e universidades online solteiros e programas de pós-graduação, bem como aulas de enriquecimento, tanto no Brasil quanto no exterior. Esta pode ser uma opção especialmente importante para quem não pode sair de casa ou aqueles que vivem a uma grande distância de uma faculdade ou universidade. Em muitos casos, bolsas, subsídios, descontos, empréstimos estudantis ou outras ajudas financeiras podem ainda ser aplicadas. Certifique-se, no entanto, antes de se matricular em um programa de graduação ou pós-graduação de que a faculdade ou universidade é credenciada.

Algumas das mais prestigiadas universidades deixam até você participar de palestras e cursos gratuitamente. A lista de cursos eclética realmente oferece algo para todos, gratuitamente e de forma bem conveniente. Nem todos oferecem certificado e por isso, procure saber disso antes, caso o certificado seja necessário.

Redes sociais, fóruns e sites de compartilhamento de vídeos também são um recurso para usar se você estiver interessado em aprender uma determinada habilidade ou técnica. Milhares de vídeos instrucionais, artigos, orientações orientam você através do processo passo-a-passo de quase tudo que se possa imaginar, desde a construção de um site até cozinhar uma lagosta e a instalação de janelas. A qualidade e o conteúdo variam muito, desde absoluto amador ao profissional, por isso pode levar um pouco de esforço para encontrar o material que melhor servirá aos seus propósitos.

Considerações Finais

Seja qual for a sua motivação ou situação, continuar a aprender é vital para manter sua mente afiada, mantendo a sua capacidade de contribuir para a sociedade de uma forma significativa. Entidades como SEBRAE, SENAC e SENAI estão sempre incentivando a recapacitação dos profissionais. Aproveite essas oportunidades e melhore cada dia mais seu conhecimento!

Você voltou a estudar depois de adulto? Como foi a experiência para você?

2 comentários para “Como voltar a estudar após os 50?”

  1. Maria José

    Gostaria de assistir aula de economia como ouvinte seria possível?

    Responder
    • Equipe Ponto Rh

      Maria José, entre em contato com a secretaria da faculdade que deseja frequentar as aulas e veja com eles como proceder.

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)