A cultura da inovação é o ambiente de trabalho que os líderes cultivam para nutrir o pensamento pouco ortodoxo e sua efetiva aplicação na empresa. Locais de trabalho que promovem uma cultura de inovação geralmente suportam a crença de que a inovação não vem apenas das lideranças, e pode vir de qualquer pessoa na organização. As culturas de inovação são apreciadas por organizações que competem em mercados definidos por mudanças rápidas; Manter o status quo é insuficiente para competir de forma eficaz, tornando a cultura da inovação essencial para o sucesso.

As culturas de inovação muitas vezes medem os funcionários com base em métricas, como a criação de valor (tanto para clientes quanto para acionistas) e diferenciação competitiva, em vez de métricas tradicionais, como a entrega no prazo e a geração de receita. As empresas que promovem o pensamento inovador também incentivam a descoberta e encontram maneiras de recompensar o tempo gasto na pesquisa necessária para gerar novos produtos e idéias. Um exemplo muito citado de cultura de inovação é a política do Google, que permite aos funcionários gastar um quinto da semana de trabalho no que querem trabalhar, com a expectativa de que esse trabalho discricionário resulte em um produto ou serviço lucrativo para a empresa.

Definição de cultura de inovação

A cultura de inovação é hoje bem abrangente. Vários autores definem essa cultura de formas diferentes. Porém, alguns elementos são comuns a todos os autores definindo a cultura da inovação, e reunimos esses elementos e conceitos abaixo.

Abraçando o mundo digital

A inovação é perfeita para empresas que visam fazer a mudança nos processos de negócios tradicionais para os processos digitalizados. Ir para o mundo digital é muitas vezes o primeiro passo para a criação de uma cultura de inovação que permeia o local de trabalho, em vez de residir exclusivamente em existir apenas em áreas específicas na empresa, como o setor de tecnologia. Exemplos de projetos digitais incluem iniciativas de pagamentos móveis e recomendações de produtos móveis, bem como qualquer provisionamento de dados em rede em tempo real. Cada um exige inovação. Até alguns anos atrás, esses projetos eram impraticáveis ​​e custosos. Hoje são processos cada vez mais baratos e fáceis de executar.

Cultura organizacional

Com a cultura de inovação no ambiente empresarial, a companhia pode se tornar muito mais competitiva e eficiente no mercado. (Foto: GreenBook Blog)

Laboratórios de inovação

Criar um laboratório de inovação tem muitos propósitos, mas um subproduto de tais laboratórios é uma colaboração renovada entre todos os setores da empresa. De tais laboratórios podem surgir ideias de novos produtos, serviços, e soluções para a empresa continuar competitiva e conquistar novos mercados.

Experimentação

Uma cultura de inovação permite que as pessoas experimentem. Por exemplo, uma organização pode pesquisar dados históricos da empresa sem ter perguntas específicas em mente, o que pode levar a descobertas totalmente inesperadas com base na correlações nos dados. É um exercício prático e constante que pode levar a empresa a novos caminhos.

Como criar uma cultura de inovação na sua empresa: a sustentação da inovação

Estabelecer uma cultura de inovação é uma coisa; Sustentar essa cultura é outra. Uma forma como as organizações podem sustentar uma cultura criativa e exploratória é recompensando os funcionários por esse tipo de trabalho. Outra maneira de manter um pensamento inovador é explorando diferentes modelos de cultura corporativa.

Existem medidas tradicionais que exigem que uma pessoa esteja sempre em dia com os projetos, mas essas medidas mantêm menos força em uma cultura de inovação. Em vez disso, as organizações com culturas de inovação devem medir o sucesso perguntando o valor comercial que a pessoa tem entregue, quão sustentável é esse valor, quais novas idéias trouxeram à mesa e quantas delas realmente foram executadas.

A sustentação também pode ser feita através de estruturas de governança que distribuem o poder entre grupos auto-organizados ao invés de ser adquirida em um típico modelo de cultura corporativa hierárquica. A transição de uma estrutura hierárquica para um local de trabalho “sem chefe” é muitas vezes difícil. Formar uma organização plana cria uma nova rede de relacionamentos de funcionários em grupos organizacionais visa tornar as coisas mais rápidas e dinâmicas do que nas estruturas tradicionais com hierarquias fixas, mas pode ser muito mais eficiente no sustento da inovação.

Importância da cultura de inovação empresarial

As culturas de inovação são difíceis de estabelecer e manter, mas são consideradas por muitos especialistas em gerenciamento essenciais para criar diferenciação e vantagem competitiva no mercado. Outro benefício da criação de uma cultura de inovação é a retenção de pessoal.

No que diz respeito à inovação, é importante que os líderes entendam que uma cultura de inovação não é apenas sobre a grandes ideias ou a criação de um grupo de pensadores dentro da empresa. Criar uma cultura de inovação requer um trabalho árduo, incluindo o estabelecimento de novas medidas, a invenção e a aceitação de novos papéis do trabalho, saber como saber monetizar a inovação e entender o que pode ser o fracasso nesse novo cenário.

A falha ocorre quando os inovadores não fazem perguntas suficientes, quando os conceitos não são viáveis, quando os planos são considerados muito caros ou quando os sistemas falham, mas isso não quer dizer que o fracasso seja ruim. A falha é uma parte necessária do processo de inovação, pois o fracasso vem de continuar aprendendo, das iterações, adaptações e da construção de novos modelos conceituais e físicos através de um processo de aprendizagem iterativo. Quase todas as inovações são o resultado do aprendizado prévio de falhas. As organizações que promovem uma cultura de inovação devem estar preparadas para falhar para inovar.

Como sua empresa promove a cultura da inovação? Quais procedimentos ela adota para estar sempre inovando?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)