A importância do constante treinamento

Escrito na categoria "Recursos Humanos" por André M. Coelho.

A formação verdadeira de um trabalhador ocorre após o processo de recrutamento e seleção. Este processo de treinamento visa melhorar as competências, capacidades e conhecimentos dos funcionários para fazer um trabalho particular e encaixá-lo na função para a qual está designado. Um bom treinamento nunca tem fim, com o constante aprendizado dos funcionários e seu crescimento pessoal e profissional dentro de uma empresa.

O treinamento é fundamental para o desenvolvimento organizacional e sucesso da parte humana de um empreendimento. É proveitoso tanto para empregadores quanto aos trabalhadores de uma organização. Um funcionário vai se tornar mais eficiente e produtivo quando bem treinado. Isso não significa que um treinamento é a solução para todos os problemas de uma empresa. A necessidade ou não dele só é constatada quando é assumida a necessidade de melhorias, adaptações ou o aprendizado de novas capacidades dentro do ambiente de trabalho.

O constante treinamento estrutura-se sobre quatro fundamentos básicos:

  1. Novos funcionários recebem sempre um treinamento. Esta formação busca a familiarização com a missão, visão, regras, regulamentos e as condições de trabalho de uma organização. É a inserção do indivíduo à cultura organizacional pré-estabelecida.
  2. Os empregados existentes são treinados para atualizar e aprimorar seus conhecimentos, mantendo-se em dia com as necessidades de mercado e como funcionários competitivos perante os concorrentes.
  3. Se há alguma melhora ou alteração tecnológica, seja em processos ou em aparelhos físicos mesmo, o treinamento é dado para lidar com essas mudanças. Os funcionários são treinados sobre o uso de novos equipamentos e métodos de trabalho.
  4. Quando a promoção e crescimento na carreira tornam-se importante, o treinamento é dado para que os funcionários estejam preparados para compartilhar as responsabilidades do trabalho em níveis superiores.
Solução mais barata

O treinamento dentro da empresa, além de ser muito barato, é algo que constantemente trará novas soluções e inovações para sua organização. Tudo que você precisa é organizar o ambiente empresarial para que ele esteja voltado a premiar o aprendizado e a constante busca de melhorias. (Foto: saptac.com)

Esta estrutura de constante treinamento traz benefícios permanentes a um ambiente empresarial, como:

O treinamento pode ser realizado de duas formas, basicamente: dentro ou fora do ambiente de trabalho. Na primeira opção, o funcionário aprende fazendo. É simples e tem um baixo custo, já que não muda muita a rotina da empresa nem do próprio empregado. Na maior parte das vezes este tipo de treinamento é ministrado por um funcionário da própria empresa, normalmente um superior imediato ou que esteja mais tempo na empresa.

Fora do ambiente de trabalho, o treinamento normalmente é focado nos novos funcionários. Oficinas, seminários, conferências e workshops são alguns exemplos de treino fora da organização. São mais caros e só são eficazes quanto um grande número de funcionários precisam ser treinados em um curto período de treino. Pode ser responsável a trazer ares frescos para dentro da companhia e agir como catalisador de mudanças dentro da empresa.

Melhoras constantes para a empresa

Ao preparar seus funcionários para constantemente se treinarem, o clima de cooperação dentro da empresa aumenta e você fortalece as bases sobre as quais poderá assumir mais riscos e aumentar a lucratividade da empresa. (Foto: transquisiteconsulting.blogspot.com)

O mais importante a saber é que nem sempre a solução é o treinamento. Às vezes os problemas podem estar na estrutura do trabalho ou mesmos nas tarefas que estão sendo executadas. Por isso ressaltamos que o constante treinamento, o clima de constante evolução rende muito mais e custa muito menos para uma companhia. Ao invés de censurar novas decisões, incentive-as. Crie um ambiente que premie a inovação. A competitividade de sua empresa só tem a crescer com a colaboração dos funcionários e a constante evolução profissional e pessoal destes.

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário