Perceber que você está na profissão errada pode ser difícil de digerir. A reação típica geralmente inclui uma mistura de pânico, desespero e desânimo. Os anos de faculdade parece um desperdício completo. Os estágios e posições de nível de entrada que ajudaram você a chegar onde está não tem significado. Todo esse tempo e talento gastos em uma profissão que você agora determinou que odeia. Mas não tem de ser assim. Quando você percebe que escolheu a profissão errada e quer mudar de caminho, é só olhar para novas possibilidades para te ajudar a ir na direção certa.

Escolhi o curso errado: indo para o pior cenário possível

Você percebeu que você está infeliz no trabalho: Você demora mais para levantar a cada dia, e você conta os minutos até que o relógio te diga a hora de ir embora. Imediatamente, você assume que para ser feliz, você precisa fazer uma mudança de carreira importante, descobrindo que você fez o curso errado para a carreira que você realmente quer seguir.

É hora de dar um passo para trás. Antes de começar a traçar sua transição de profissão, demorar algum tempo para descobrir se é verdadeiramente a sua carreira que você não gosta ou simplesmente o seu ambiente de trabalho atual.

Talvez você aprecie as funções básicas do trabalho de seu papel, mas você não consegue lidar com a maioria de seus colegas de trabalho ou de seu chefe te microgerenciando, o que está impedindo seu avanço na carreira. Talvez você não goste de trabalhar com códigos de computador para grandes empresas, mas estaria muito mais motivado para desempenhar o mesmo papel para uma organização sem fins lucrativos com uma missão que você poderia dar suporte.

Tente identificar a razão exata do seu descontentamento. Se é algo que pode ser remediado por ter um papel semelhante em um ambiente novo e diferente, é hora de começar a procurar um novo emprego. Se você realmente está pronto para uma mudança de profissão, ainda não há necessidade de entrar em pânico.

Como mudar de profissão

Decidir que sua profissão é a errada para você pode ser um grande desafio, mas os caminhos e novas possibilidades que isso cria são infinitos. (Foto: Work It Daily)

Não sei que profissão seguir: o que faço? Lidando com o desânimo

Decidir que você quer mudar de profissão pode ser completamente esmagador, principalmente se você não sabe qual nova profissão seguir. Parece que tudo o que levou a esse ponto, como seus anos de educação, desenvolvimento profissional, promoções e noites trabalhando foram um desperdício.

E assim, você começa a duvidar que você pode fazer a mudança. Você começa a pensar que começar de novo vai ser ridiculamente difícil, que ninguém vai querer contratar você por causa de sua falta de experiência, e que você nunca será tão bem sucedido quanto outras pessoas em seu novo campo, porque você começará atrasado. Talvez não valha o risco.

Sim, mudar de profissão é intimidador, mas também é muito possível. Tome alguns minutos para você voltar aos trilhos. Lembre-se que mudar a sua profissão é normal e que muito poucos indivíduos tem uma carreira perfeitamente linear. Demorou muito trabalho para chegar a este ponto em sua carreira, e isso é uma grande realização. Agora, você vai passar para algo diferente para uma realização igualmente grande ou melhor do que sua profissão atual.

Uma mudança de carreira pode ser difícil, mas a recompensa de um trabalho que você ama vale a pena. Pesquise histórias de quem mudou de profissão, converse com psicólogos e profissionais, e isso pode ser o impulso que você precisa para uma mudança eficiente.

Como mudar de profissão aos 30 anos: a revolta de ter que começar do zero

Se você quiser fazer uma grande mudança de profissão, sua primeira reação pode envolver uma boa dose de revolta quando você descobrir que conseguir um emprego em sua nova profissão te fará voltar a estudar por pelo menos mais quatro anos, passar a se candidatar a posições de trabalho de nível de entrada, ou submeter-se a um estágio não remunerado.

Porém, fazer uma troca não significa que você tenha que começar do zero. Havia algo que atraiu você para sua profissão inicial, e se você aprimorar esses conhecimentos, você pode ser capaz de determinar uma nova carreira que alinha-se com suas habilidades, mas também fornece essa satisfação que lhe tem faltado.

Por exemplo, talvez você escolheu direito na faculdade e sua primeira carreira porque você gostava de argumentar defesas. Agora, você está desesperado para fugir do direito, mas é provável que a paixão pela argumentação ainda esteja viva. Basta procurar uma maneira diferente de aplicá-la.

Então, talvez você se torne um escritor para sites de análises políticas, e você conta as argumentações de políticos para seus pontos de vista e como eles executaram seus planos. Ou talvez você prefira o trabalho como freelancer como escritor de discursos e palestras para repassar suas habilidades para outras pessoas.

Ao identificar as habilidades que você pode e deseja transferir para sua nova carreira, você estará melhor equipado para explicar aos futuros empregadores como você vai trazer valor para a empresa, sem começar a partir do fundo muito.

Medo, incerteza e dúvidas farão parte de qualquer transição. Mas decidir que você está pronto para mudar de profissão deve ser um incentivo, não um desmotivador.

Como você decidiu mudar de profissão? O que fez para começar as mudanças?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)