Você acabou de receber aquele email do seu colega de trabalho falando das loiras. Sua colega é loira e você imediatamente encaminha para ela. Ela ri com você e te chama de engraçadinho. Na hora do café, você fica conversando com os colegas sobre os decotes das clientes, enquanto duas outras funcionárias estão tentando desfrutar de um momento de descanso. Você conversa com um colega sobre a marcha das vadias e diz adorar ver mulheres sem camisa.

Na maior parte das vezes, os homens não percebem o quão machistas estão sendo porque nossa sociedade aceita isso normalmente. A loira do primeiro exemplo ficou extremamente chateada com seu comentário mas, por normas sociais de que ela tem de ter “senso de humor”, ela engole seco mais uma piadinha. E todos acabam esquecendo do MBA que ela recebeu com méritos e muito esforço. Uma situação chata e triste, muito comum no Brasil ainda.

Como homens, culpamos a sensibilidade feminina quando elas reclamam. Afirmamos todas as vezes o quão difícil é conviver ou trabalhar, principalmente na TPM. Mas já pensou no quanto agravamos a situação com nossa falta de compreensão? Se você já teve uma forte dor de barriga, você não imagina a dor que é uma cólica menstrual. Imagine isso para um dia inteiro, mesmo depois de tomar remédios pesados. Até a pessoa mais bem humorada perde as estribeiras e vai ficar “chatinha”.

Homens são seres raramente capazes de empatia, isto é, se colocar no lugar do outro. Por causa disso ganhamos nossa fama de insensíveis. As mulheres, mesmo tendo sua minuciosidade para com as tarefas, estudando mais do que os homens, ainda ganham menos nos mesmos cargos que suas contrapartes. Imagine saber que seu colega de trabalho que faz as mesmas tarefas que você ganha mais? Não é legal. E no longo prazo, lá se vai a motivação, a auto-estima e muito mais. Temos de conviver com nossas emoções e a dos nossos colegas de trabalho.

O ambiente de trabalho machista

Em tempos antigos, o machismoera a única opção e forma de trabalho. E as mulheres que buscavam ou tinham postos de comando ou poder eram mal vistas. Os tempos mudaram mas, mesmo assim, alguns preconceitos perduraram. (Fonte: hypescience.com)

Há soluções simples para que você deixe de ser machista e melhore seu ambiente de trabalho. O primeiro passo é reconhecer o machismo. Guarde suas piadas para conversas com os amigos fora do ambiente de trabalho. Preste mais atenção em suas atitudes e trabalhe sua relação com as mulheres. Saiba os assuntos que elas gostam, puxe conversas saudáveis, seja mais interessante.

Uma outra dica é censurar os seus colegas que fazem tais piadas no trabalho. Chame ele pra um canto, faça com que perceba o mal que é ser machista e convença-o a mudar um pouco de atitude.

Para finalizar, o mais importante é ter bom senso. Não seja um defensor do feminismo extremo ou do machismo, muito menos um propagador desse caos. Seja neutro e trate as pessoas com mais respeito. Assim fazendo, criamos relações gostosas e duradouras. E, quem sabe, uma dessas relações não vira algo mais sério?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)