Para lidar com as emoções no ambiente de trabalho, é preciso compreendê-las da melhor forma possível. Em etapas, lidar com cada uma de seus emoções significa, primeiramente, identificar e aceitar a emoção. Em segundo lugar, identificar suas respostas automáticas atuais à situação. Logo em seguida, você precisa reconhecer as respostas físicas à emoção, como agitação, respiração ofegante, vermelhidão no rosto, etc. A partir desses reconhecimentos, é possível montar um plano de ação, baseado na substituição de pensamentos, respostas físicas e verbais não produtivos por algo melhor, em uma comunicação estratégica que ajuda a tornar suas emoções mais produtivas. Mas como chegar nesse estágio de compreensão e maestria das emoções no trabalho?

Emoções no ambiente de trabalho

Todos nós já estivemos em situações em que as emoções prejudicaram nosso melhor desempenho. Pode ser quando seu projeto favorito foi cancelado após semanas de trabalho duro, quando um cliente reclama injustamente, quando seu melhor amigo (e colega de trabalho) é demitido de repente, ou seu chefe lhe atribui mais trabalho quando você já está sobrecarregado.

Em sua vida pessoal, sua reação a situações estressantes como essas pode ser começar a gritar, ou ir se esconder em um canto e tentar se recuperar. Mas no trabalho, esses tipos de comportamento podem prejudicar seriamente sua reputação profissional, bem como sua produtividade.

Situações estressantes são muito comuns em um local de trabalho que está enfrentando cortes no orçamento, demissões de funcionários e mudanças no departamento. Pode acabar sendo mais difícil gerir as suas emoções nestas circunstâncias, mas é ainda mais importante para você fazer isso. Afinal, se a administração é forçada a fazer mais demissões, eles podem optar por manter aqueles que podem lidar com suas emoções e trabalhar bem sob pressão. Não importa qual seja a situação, você está sempre livre para escolher como você reage a ela.

Então, como você pode se tornar melhor em lidar com suas emoções, e “escolher” suas reações a situações ruins? Vamos olhar para as emoções negativas mais comuns experimentadas no local de trabalho e como você pode gerenciá-los produtivamente.

Por que estamos nos focando apenas em emoções negativas? Bem, a maioria das pessoas não precisa de estratégias para gerenciar suas emoções positivas. Afinal, os sentimentos de alegria, emoção, compaixão ou otimismo geralmente não afetam os outros de forma negativa. Contanto que você compartilhe emoções positivas construtivamente e profissionalmente, elas são ótimas para ter em qualquer local de trabalho.

Como tornar o ambiente de trabalho mais produtivo

Ao aprender como gerir suas emoções no ambiente de trabalho, você torna possível criar um ambiente mais produtivo e saudável, melhorando também o clima organizacional da empresa. (Foto: Straine Dental Consulting)

Emoções nas organizações: os sentimentos negativos mais comuns

De acordo com pesquisas de clima e cultura organizacional, as emoções negativas mais comuns experimentadas no local de trabalho são as seguintes:

Frustração e irritação

Preocupação e nervosismo

Raiva

Desgosto

Desapontamento e infelicidade.

Abaixo estão diferentes estratégias que você pode usar para ajudá-lo a lidar com cada uma dessas emoções negativas em qualquer ambiente profissional.

Comportamento emocional no trabalho: frustração e irritação

Frustração geralmente ocorre quando você se sente preso ou incapaz de avançar de alguma forma. Pode ser causado por um colega atrapalhando um projeto, um chefe que é muito desorganizado para chegar à reunião a tempo, ou simplesmente esperar um email ou telefonema por um longo tempo. Qualquer que seja a razão, é importante lidar com os sentimentos de frustração rapidamente, porque eles podem facilmente levar a mais emoções negativas, como a raiva. Para lidar com a frustração, as etapas são bem simples.

Pare avalie: uma das melhores coisas que você pode fazer é parar mentalmente e olhar para a situação. Pergunte a si mesmo por que você se sente frustrado. Escreva e seja específico. Então pense em uma coisa positiva sobre sua situação atual. Por exemplo, se seu chefe está atrasado para a sua reunião, então você tem mais tempo para se preparar. Ou você poderia usar este tempo para relaxar um pouco, tomando um café.

Encontre algo positivo na situação: pensar sobre um aspecto positivo de sua situação muitas vezes faz você olhar para as coisas de uma maneira diferente. Esta pequena mudança em seu pensamento pode melhorar seu humor. Quando são as pessoas que estão causando sua frustração, eles provavelmente não estão fazendo isso deliberadamente para irritá-lo. E se é uma coisa que está incomodando apenas você, saiba que não é nada pessoal. Apenas siga em frente.

Lembre-se da última vez que você se sentiu frustrado: a última vez que você estava frustrado com alguma coisa, a situação provavelmente melhorou depois de um tempo. Seus sentimentos de frustração ou irritação provavelmente não fizeram muito para resolver o problema naquele momento, o que significa que eles não estão fazendo nada para te ajudar agora.

Emoções no ambiente organizacional: preocupação e nervosismo

Com todo o medo e ansiedade que vem com um número crescente de demissões, não é nenhuma maravilha que muitas pessoas se preocupam com seus empregos. Mas esta preocupação pode facilmente ficar fora de controle, se você permitir, e isso pode afetar não só a sua saúde mental, mas também a sua produtividade e sua vontade de assumir riscos no trabalho.

Não se cerque de preocupação e ansiedade: se os colegas de trabalho se reúnem na sala de descanso para fofocar e falar sobre demissões, então não vá lá para aumentar sua preocupação. Esse sentimento tende a levar a mais preocupação e menos produção, o que não é bom para ninguém.

Exercícios de respiração profunda: isso ajuda a retardar sua respiração e sua freqüência cardíaca. Respire lentamente por cinco segundos, então expire lentamente por cinco segundos. Concentre-se em sua respiração, e nada mais. Faça isso pelo menos cinco vezes sempre que se sentir preocupado demais..

Concentre-se em como melhorar a situação: se você tem medo de ser demitido e você só sabe se preocupar, isso provavelmente não vai ajudá-lo a manter seu emprego. Em vez disso, por que não pensar em oportunidades diferentes e mostrar o quanto você é valioso para a empresa?

Anote suas preocupações em um diário: se você achar que as preocupações estão pesando em sua mente, anote-as em um caderno ou diário e, em seguida, agende um tempo para lidar com elas. Antes desse tempo, você pode esquecer essas preocupações, sabendo que você vai lidar com elas. Quando se trata do tempo que você programou, realize uma análise de risco apropriada, e adote um plano de ação eficiente para lidar com a preocupação.

Quando você está preocupado e nervoso sobre algo, pode prejudicar sua autoconfiança. Quanto antes você lidar com elas, melhor será para seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Emoções e sentimentos no trabalho: raiva

A raiva fora de controle é talvez a emoção mais destrutiva que as pessoas experimentam no local de trabalho. É também a emoção que a maioria de nós não sabe como lidar muito bem. Se você tiver problemas para gerenciar seu temperamento no trabalho, aprender a controlá-lo é uma das melhores coisas que você pode fazer se você quiser manter seu emprego.

Preste atenção para os sinais da raiva: somente você sabe os sinais do perigo quando a raiva está começando, assim você aprendará a reconhecer os sinais quando eles começarem. Parar sua raiva cedo é fundamental. Lembre-se, você pode escolher como você reage em todas as situações. Só porque seu primeiro instinto é ficar com raiva não significa que é a resposta correta.

Se você começar a ficar com raiva, pare o que está fazendo: feche os olhos e pratique o exercício de respiração profunda que descrevemos anteriormente. Isso interrompe seus pensamentos de raiva e ajuda a colocar você de volta em um caminho mais positivo.

Imagine-se quando você está com raiva: se você imaginar como você fica e se comporta enquanto você está com raiva, você terá alguma perspectiva sobre a situação. Por exemplo, se você está a ponto de gritar em seu colega de trabalho, imagine como você ficaria. Sua cara está vermelha? Você está agitando os braços? Você gostaria de trabalhar com alguém assim? Provavelmente não.

Emoções no trabalho: desgosto

Provavelmente todos nós tivemos que trabalhar com alguém que não gostamos. Mas é importante ser profissional, não importa qual for a situação. Aqui estão algumas idéias para lidar com o desgosto no ambiente profissional.

Seja respeitoso: se você tem que trabalhar com alguém com quem você não se dá bem, então é hora de deixar de lado seu orgulho e ego. Trate a pessoa com cortesia e respeito como você trataria qualquer outra pessoa. Só porque esta pessoa se comporta de uma forma não profissional, isso não significa que você deva também.

Seja assertivo: se a outra pessoa é rude e pouco profissional, explique firmemente que você se recusa a ser tratado dessa maneira, e calmamente deixe a situação. Lembre-se, você deve definir e ser o exemplo.

Emoções de desapontamento e infelicidade no ambiente profissional

Lidar com desapontamento ou infelicidade no trabalho pode ser difícil. De todas as emoções que você pode sentir no trabalho, estas são as que mais impactaram na sua produtividade. Se você acabou de sofrer uma grande decepção, sua energia provavelmente será baixa, você pode ter medo de assumir outros riscos, e tudo isso pode impedi-lo de alcançar seus objetivos.

Mentalize: tome um momento para perceber que as coisas não vão sempre no caminho certo. Se elas o fizessem, a vida seria uma estrada reta em vez de uma com colinas e vales, altos e baixos. E são as colinas e vales que muitas vezes tornam a vida tão interessante.

Ajuste os seus objetivos: se você está decepcionado que você não atingiu uma meta, isso não significa que o objetivo não é mais acessível. Mantenha-o, mas faça uma pequena mudança como por exemplo, atrasar o prazo de entrega.

Registre seus pensamentos: anote exatamente o que está fazendo você infeliz. É um colega de trabalho? É seu trabalho? Você tem muito o que fazer? Depois de identificar o problema, inicie um brainstorm com maneiras de resolver o problema ou trabalhar em torno dele. Lembre-se, você sempre tem o poder de mudar sua situação.

Sorria: por mais estranho que possa parecer, force um sorriso, ou até mesmo uma careta. Isso pode, muitas vezes, fazer você se sentir feliz. Tente e você pode ser surpreendido.

Como você está lidando com as emoções no ambiente profissional?

Todos nós temos que lidar com as emoções negativas no trabalho e aprender a lidar com esses sentimentos é mais importante do que nunca. Afinal, as emoções negativas podem se espalhar, e ninguém quer estar em torno de uma pessoa que adiciona negatividade a um grupo.

Saiba o que causa suas emoções negativas, e que tipos de sentimentos você enfrenta com mais freqüência. Quando essas emoções começarem a aparecer, imediatamente inicie a sua estratégia para interromper o ciclo, exatamente como sugerimos no primeiro parágrafo desse artigo (identificar, visualizar, e agir). Quanto mais você esperar, mais difícil será para se afastar dos pensamentos negativos.

Como você lida com emoções no ambiente de trabalho? Quais sugestões daria a quem precisa lidar melhor com o ambiente profissional?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)