Todos já passamos por aquele situação no trabalho onde um cliente foi rude sem motivos, seus colegas de trabalhos estavam meio preguiçosos, seu chefe te cobrava alguns prazos injustamente, seu projeto predileto foi cancelado, a sobrecarga de trabalho…A vontade que temos é de matar um, ou esconder em um canto. Muitas vezes queremos deitar na cama e não acordar mais. Ou mesmo, chegar no trabalho gritando com todo mundo.

Situações como essas são muito comuns. Mas o que difere uma pessoa da outra é a forma como ela administra tais emoções. Isso está diretamente relacionado a um conceito relativamente novo, de Inteligência Emocional, compreendido como a capacidade de entender, compreender e administrar emoções e sentimentos. E ao saber lidar com os sentimentos mais comuns no ambiente de trabalho, caminhamos mais um passo na direção de nos tornar melhores profissionais.

Infelicidade no Trabalho

Em nosso ambiente de trabalho, buscamos ao máximo completar nossas vidas com nossa capacidade produtiva. E os sentimentos negativos são obstáculos que precisamos superar para atingir nossos objetivos. (Fonte: Robertjrgraham.com)

Sentimentos de alegria, excitação, compaixão e otimismo usualmente não são negativos, contanto que você compartilhe-os no ambiente de trabalho. Assim o fazendo, muito dificilmente em momentos ruins você terá de administrar seus sentimentos negativos, pois durarão muito pouco tempo. O grupo tem um papel importante nessa inteligência emocional, já que ele pode ser tanto a fonte quanto a solução de seus problemas: depende muito de como você lidará com eles.

Existem algumas pesquisar que mostram os mais comuns sentimentos negativos no trabalho:

  • Frustração/Irritação
  • Preocupação/Nervosismo
  • Raiva/Agravação
  • Antipatia
  • Desapontamento/Infelicidade

Quando lidamos com qualquer um desses em seu auge, não somos capazes de ver claramente soluções. Para a maioria, são momentos extremos e insolucionáveis, o que acaba virando uma bola de neve de proporções épicas. Compreender como estes sentimento acontecem e possíveis rotas de fuga são dois elementos favoráveis na equação do ambiente de trabalho saudável.

A Frustração/Irritação ocorre normalmente quando estamos presos ou incapazes de adiantar nossos projetos. Esse bloqueio pode ser um colega de trabalho, um chefe desorganizado, um telefonema demorado…Tal sentimento tem de encontrar uma rápida solução antes que evolua pra algo pior, como a raiva.

É o momento para que você pare, analise a situação e se adapte. Tente encontrar algo positivo, como ter tempo para adiantar aquele projeto engavetado ou fazer algumas anotações. Lembre-se de momentos prévios de irritação e frustração onde tais sentimentos não te ajudaram em nada. É garantido que eles agora também não terão muita utilidade.

Com todo medo e ansiedade advindos de números, atrasos, pessoas, chefes, não é dúvida que surgem sentimentos negativos como reações naturais a tais ambientes. Preocupação/Nervosismo são sentimentos naturais mas que, se você permitir, podem facilmente sair do controle e atrapalhar sua produtividade.

Tente não se rodear por esses sentimentos com colegas que só falem disso. Fuja do assunto. Faça exercícios de respiração e foque em como melhorar a situação. Escrever suas preocupações em um papel pode te ajudar a ver com mais clareza e descobrir que elas eram muito menores do que você imaginava. As soluções estão sempre lá, mas precisamos abrir os olhos para encontrá-las.

Raiva no Trabalho

Um dos mais destrutivos sentimentos no ambiente de trabalho, a raiva pode ser não só ruim para sua vida profissional quanto também na pessoal, quando descontamos nas pessoas que mais amamos. (Fonte: The Guardian)

Quando sentimos a Raiva/Agravação, buscamos quebrar objetos, socar paredes ou explodir com a primeira inocente vítima que aparecer em nossa frente. E controlar esse sentimento no ambiente de trabalho faz a grande diferença entre a porta da rua e a tão sonhada promoção.

Não somente para a agressividade, mas para todos os sentimentos negativos, uma ótima solução é a prevenção, buscando sinais prévios da raiva crescendo. Aquela irritação com o jeito que seu colega de trabalho arruma a gravata pode ser um sinal. Respire fundo, feche os olhos, tome um ar fresco. Pense no que você faria se explodisse e nos resultados disso. Principalmente no momento daquele feedback que você achou injusto, mas que você precisa ouvir pois é seu chefe falando. Algumas doses de chás naturais podem te dar um apoio moral no caminho da calma.

É impossível gostar de todo mundo. Quando você não gosta de algo ou alguém, qualquer coisa associada ao objeto de Antipatia nos irrita. Mas é importante separar o pessoal do profissional.

Ao trabalhar com pessoas que você não gosta, o primeiro passo é o respeito. Coloque o ego e o orgulho de lado, tratando a pessoa com cortesia e respeito. Se a antipatia decorre do outro ser rude ou não profissional com você, seja firme ao explicar que não gosta daquilo, estabelecendo um exemplo e os limites. Tome cuidado para não exagerar.

Lidar com o Desapontamento/Infelicidade pode ser muito difícil, já que são os sentimentos que mais pode afetar sua produtividade. A ajuda de nossos amigos e colegas nesse momento é um diferencial para muitos nos momentos difíceis, mas você tem de estar aberto a essa cooperação.

Pense no seu mindset, a forma que você pensa: nem tudo tem que ser do seu jeito. Talvez o caminho de agora seja melhor que sua sugestão. Aceite novas idéias e repense seus objetivos. Quando estes estão muito além de seu momento atual, fica difícil atingir qualquer evolução. Lembre-se exatamente do que te deixa triste e trabalhe em uma solução que contorne o problema. E por mais que soe estranho, um sorriso pode ser a mais simples e eficiente solução para a felicidade.

Todos temos de lidar com esses sentimentos nos trabalhos. Conhecê-los e estabelecer os nossos limites cria um ambiente melhor de trabalho e te abre para a socialização com os outros, afinal, ninguém gosta de pessoas carregadas de negatividade. Planeje, crie, coopere e mais importante, nunca deixe nenhum desses sentimentos dominarem sua vida porque quem manda nela é Você.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)