Interessado em trabalhar no exterior? Um intercâmbio profissional pode ser exatamente o que você precisa para realizar o sonho de conhecer uma nova cultura ao mesmo tempo que aprende uma nova língua. Tudo isso, ganhando dinheiro ainda por cima, o que é uma grande vantagem. Mas como fazer o intercâmbio profissional? Quem pode participar desse tipo de intercâmbio?

O que precisa para fazer intercâmbio profissional?

Seja qual for seu interesse profissional, existem milhares de maneiras pelas quais você pode trabalhar para empresas, iniciativas sociais e famílias. O que você precisa é a capacidade de negociar suas habilidades e serviços para trabalhar ao redor do mundo.

Participar de programas de intercâmbio não é o mesmo que conseguir um emprego no exterior. Em vez de pensar nisso como uma maneira de ganhar renda, você deve ver o trabalho no exterior como uma oportunidade de trocar um serviço por outro e ter uma experiência de trabalho incomum em um ambiente estrangeiro.

Se a sua prioridade é simplesmente viagens de baixo custo, você provavelmente deve considerar albergues ou outras formas de viagem. Um programa de intercâmbio profissional é muito mais do que viajar para o exterior com custos baixos e uma fonte de renda, é uma experiência que vai impactar diretamente na sua carreira e vida profissional.

O que você vai precisar, então, para o intercâmbio?

  • Vontade
  • Disciplina profissional
  • Conhecimentos básicos da língua do país de destino
  • Cabeça aberta
  • Dinheiro, pois mesmo recebendo sua renda no país de destino, você ainda terá alguns “gastos surpresa”
Trabalhar no exterior

Quem quer trabalhar em um programa de intercâmbio profissional vai viver uma experiência cultura e profissional única e inesquecível. (Foto: The Globe and Mail)

Como fazer intercâmbio profissional?

Os programas de intercâmbio profissional geralmente não seguem uma fórmula exata em comparação com programas pré pagos de intercâmbio voluntário ou estudantil. Como tantos aspectos dos programas são variáveis, poucos trabalhadores terão a mesma experiência. Alguns anfitriões serão mais amigáveis ​​que outros. Alguns arranjos de vida serão mais rudimentares (possivelmente sem internet ou eletricidade). Algum trabalho será mais intenso e cansativo. Tudo deve ser pesado no intercâmbio profissional

Existe um elemento de risco para uma troca informal de serviços que deve ser reconhecida antes de mergulhar em primeiro lugar e esperar uma experiência perfeita. Claro, parte dessa incerteza pode ser atenuada através da verificação dos hospedeiros por meio de email e pedindo para ver imagens do local, da cidade. Uma pequena pesquisa vai te ajudar a descobrir qual programa de intercâmbio melhor vai se encaixar no que você precisa..

O tempo livre pode ser limitado, dependendo de quem vai te hospedar e da estrutura do programa. Em média, você deve esperar trabalhar pelo menos cinco ou seis horas por dia, até seis dias por semana. Se a sua principal prioridade é a viagem e a exploração, pode ser melhor agendar viagens antes ou depois do trabalho, porque você vai querer usar os dias de folga para descansar.

Você pode se candidatar a diversos programas de intercâmbio profissional, desde voluntariados até programas pagos para viajar e trabalhar no exterior. A questão de como fazer o intercâmbio cai mais no âmbito do que você está disposto a fazer do que qualquer outra coisa, pois as possibilidades são muitas. Nossa recomendação é sempre procurar um emprego lá fora que pelo menos pague suas contas por lá, mas não contando que vá sobrar algum dinheiro para seu bolso.

Quem pode fazer o intercâmbio profissional?

Um dos maiores benefícios dos programas de intercâmbio de trabalho é, é claro, financeiro. Ao trabalhar algumas horas por dia, você receberá pelo trabalho e, em alguns programas, poderá receber alojamento e alimentação, inclusive. Isso equivale a grandes economias, mas pode exigir muito trabalho de quem não está acostumado.

Tal como acontece com a maioria das formas de viagens de longo prazo, os intercâmbios de trabalho permitem que você veja uma outra cultura. Além disso, permitem uma experiência mais única e diversificada. Se você levar algum tempo para pesquisar depoimentos de pessoas que já fizeram esse tipo de intercâmbio, você verá que muitos deles aprenderam coisas que sequer esperavam. E vai entender que para ir para o exterior trabalhar, pode ser necessário abrir mão de muitos confortos, o que não é pra todo mundo.

Você verá também que o perfil de quem faz o intercâmbio profissional para certos países ou profissões específicas. Verá que há programas de intercâmbio profissional ideais para quem quer ganhar conhecimento em uma área específica, enquanto outros planos podem ser de intercâmbio mais generalista. O que é mais importante é o interessado entender o seu próprio perfil de intercâmbio e assim, procurar um programa no qual ele melhor se encaixa, para não se decepcionar com os resultados do intercâmbio profissional.

Alguns programas colocam limites de idade, mas pesquisando é possível encontrar os programas que permite a você se encaixar perfeitamente e obter essa experiência profissional única.

Como você pode encontrar programas de intercâmbio profissional?

Tendo em mente os riscos e benefícios e seus próprios interesses de aprendizagem, você deve pesquisar online em empresas respeitáveis do ramo, em instituições que atuam ao redor do mundo. e  você pode procurar arranjos de baixo orçamento ou com certas despesas pagas. Se você está procurando uma experiência de trabalho de longo prazo no exterior, você pode até considerar estágios ou emprego integral. Com um pouco de engenhosidade e perseverança, as possibilidades são infinitas.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)