Um aluno que se mudou para o exterior recentemente pediu para mim uma carta de recomendação. Eu estava tão empolgado e emocionado que ele pensou em mim. Mas para mim, isso significava que ele confiava em mim para escrever algo interessante e pensava que eu seria capaz de ajudá-lo a conseguir o emprego / estágio de seus sonhos. Quem não ficaria lisonjeado com isso?

Depois que a excitação se dissipou, percebi que nunca havia realmente escrito uma carta de recomendação e não fazia ideia de por onde começar. Eu não queria que fosse abafado ou formal ou qualquer uma das coisas que todos esses sites estavam me dizendo para fazer. Eu queria que ela tivesse personalidade, mas ainda mostrasse como seria um ótimo candidato para qualquer uma das oportunidades que estava considerando. Por isso, recorri a alguns especialistas em carreira para obter as melhores dicas para escrever uma carta de recomendação vencedora.

Carta de recomendação não deve começar com “A quem possa interessar”.

Alguém estará lendo sua carta, então descubra quem é essa pessoa e depois a pesquise no Google. Estruture sua carta em torno do papel, poder e posição do leitor. Você escreve de maneira diferente para o RH do que para um diretor, por exemplo. Converse também com a pessoa para quem está escrevendo a carta de recomendação, e saiba onde ela irá apresentar a carta.

Use o formado DAR para o modelo de carta de apresentação

DAR significa Desafio-Ação-Resultados, e entrar nessa mentalidade pode ajudá-lo a escrever algo autêntico sobre seu mentorado. Essa abordagem elimina a sensação genérica de um tamanho único e personaliza verdadeiramente a recomendação, destacando uma conquista ou conquista específica. Então, ao escrever, pense: qual foi o desafio, que ações a pessoa tomou para enfrentá-lo e quais foram os resultados de seus esforços?

Carta de recomendação

A carta de recomendação bem escrita vai ajudar muito quem precisa de uma vaga de emprego. (Foto: Science)

Inclua fatos na carta de recomendação

Essa é a melhor maneira de você ganhar credibilidade. Mas como?

É errado escrever: João fez um excelente trabalho como estagiário editorial. Todo mundo o amava. É por isso que eu o recomendo para o cargo.

É certo escrever: A atitude positiva de João e a vontade de aprender deram uma enorme contribuição à nossa equipe editorial. Ele decidiu lançar uma nova franquia que promoveu um dos novos produtos da equipe e, finalmente, permitiu alcançar nossos objetivos. Ele era um membro valioso da equipe.

Ambas as frases dizem a mesma coisa, mas a segunda é uma descrição de fatos, enquanto a primeira são apenas elogios.

Cite um cliente na recomendação

A força nas vozes adicionará ainda mais personalização. Vá ao arquivo do aluno ou ex-funcionário, para ver se há declarações de clientes satisfeitos. Quando existem, sempre tente usar uma citação direta do cliente para validação adicional. Se você ainda não tem esse costume de guardar informações e elogios aos funcionários, é um bom momento para começar.

Conte uma história na carta de recomendação

Os empregadores não se preocupam com a ética de trabalho de uma pessoa, a menos que entendam como ela trabalha duro. Uma breve história sobre o sucesso no trabalho os impressionará mais do que qualquer outra coisa.

Portanto, não diga apenas que a pessoa está motivada e é trabalhadora. Mostre isso descrevendo um momento em que eles mantiveram uma ótima atitude durante um prazo apertado ou organizaram o armário de suprimentos sem serem solicitados.

Como vocês escrevem uma carta de recomendação? Quais informações acham mais importantes?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)