Quanto ganha um gerente de banco?

Em Recursos Humanos por André M. Coelho

Os bancos modernos são operações tremendamente complexas. Mesmo bancos menores de poupança e empréstimos fazem muito mais do que tomar depósitos e fazem empréstimos.

Os bancos do século XXI oferecem uma ampla variedade de serviços financeiros, desde cartões de crédito a hipotecas até contas de planejamento financeiro e aposentadoria, gerenciando todas essas operações exigem uma grande experiência e experiência.

Embora alguns gerentes de banco cheguem à indústria de outras origens do setor financeiro e aprendam no trabalho, a maioria tem estado na indústria bancária por uma década ou mais, trabalhando no caminho do caixa ou do agente de empréstimo. É por isso que os gerentes de banco ganham salários superiores. Mas quanto, exatamente?

Como se tornar um gerente de banco?

Um diploma de graduação em administração, economia, ou finanças é a qualificação educacional mínima para ser um gerente de banco. Muitos gerentes bancários estão ganhando mestrado em finanças, economia ou administração de empresas. Um número crescente de gerentes bancários também optam por realizar certificações do setor financeiro, como se tornar um analista financeiro autorizado. Quase todos os gerentes de banco terão pelo menos cinco anos de experiência, e muitos terão trabalhado na indústria por uma década ou mais.

Gerente de banco trabalhando

O salário de um gerente de banco é bem alto, e é uma carreira bem promissora. (Imagem: Ziprecruiter)

Descrição do trabalho do gerente bancário

As responsabilidades dos gerentes de banco variam com base no trabalho específico. Os gerentes de um ramo de um grande banco podem ter menos responsabilidades do que os gerentes de um banco local independente. Os deveres de trabalho do gerenciador de banco típico incluem a contratação de decisões e supervisionar funcionários sênior, preparar demonstrações financeiras e outros relatórios, monitorando os requisitos de divulgação e conformidade e fazer planos de expansão ou aquisições.

A vida do dia-a-dia para gerentes de banco é variada, mas inclui elementos de gerenciamento, treinamento e atendimento às necessidades do cliente.

Por exemplo, um gerente de banco pode iniciar o dia com verificações de segurança, depois passar para reuniões de gerenciamento, reuniões de ramificação e atualizações da empresa. No final do dia, o cronograma poderia incluir treinamento de política de filial, chamadas regionais, reuniões de clientes e atividades de fechamento bancário.

Quanto ganha um gerente de banco?

Os gerentes bancários ganharam um salário que varia entre 5 e 10 salários mínimos, dependendo do tamanho do banco e para qual banco ele é gerente.

Gerentes bancários de contas premium ou empresariais desfrutam de um salário maior, que pode ser o dobro de um gerente de contas tradicionais.

Enquanto isso, gerentes de bancos cooperativos podem ganhar um pouco menos.

Todos os gerentes de banco geralmente recebem bônus por participação nos lucros. Outros benefícios incluem vale alimentação, vale refeição, plano de saúde, seguros, e mais.

Vagas de emprego para gerente de banco

As perspectivas de trabalho para os gerentes bancários são fortes, com crescimento cada vez maior, principalmente com o advento das Fintechs. Esse crescimento é muito mais rápido do que em outras indústrias, devido a uma economia crescente, a globalização e uma ênfase continuada na indústria de serviços financeiros.

Gerentes bancários que querem trabalhar no exterior tem também muitas oportunidades, pois muitos países em desenvolvimento estão pagando bem aos seus gerentes para modernizarem o sistema monetário.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder! Estamos aqui para ajudar!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário