Traçar a linha entre agressividade e assertividade é sempre uma proposta difícil, esteja você gerenciando uma equipe ou tentando avançar em sua carreira. Quando você deve tomar uma posição, você pode pensar se está ultrapassando sua linha ou se você está conquistando novos terrenos. Você pode andar a corda bamba aumentando a sensibilidade e a inteligência emocional, nesse contexto.

Assertivo ou agressivo: o equilíbrio nas diferenças

Todo mundo admira pessoas assertivas contra agressivas. Assertivos são aqueles que apresentam suas necessidades e opiniões com confiança e da forma correta. Eles defendem-se sem empunhar uma arma metafórica e sempre consideram os pontos de vista dos outros.

Os comportamentos agressivos no local de trabalho às vezes são rudes, e podem construir uma péssima imagem profissional. Pessoas agressivas dominam os outros e podem espantar o moral com essa agressividade. Em última análise, a abordagem agressiva é contraproducente. Você pode confiar em alguém que é assertivo, mas não tanto em um agressor. Há exceções à regra, é claro. Uma personalidade agressiva nas vendas pode ser útil, embora haja um limite também.

Se você cede constantemente à tentação de combater o fogo com fogo, provavelmente irá cair no abismo agressivo e achará difícil recuperar terreno sólido. Fazer comandos ou ter uma expectativa muito alta de outros coloca você diretamente na coluna agressiva.

Se, por outro lado, você sabe pedir em vez de comandar, provavelmente você está no caminho certo. Um impulso suave e diplomático permite que outros façam o primeiro movimento, garantindo o respeito. Este é um sinal de ser um bom líder que é assertivo, não agressivo.

Habilidades assertivas

A assertividade não precisa ser acompanhada de agressão, e é uma habilidade extremamente importante para se ter no ambiente profissional. (Foto: St. Albert & Sturgeon Primary Care Network)

Os cenários do ambiente de trabalho mostram as diferenças

Pessoas agressivas interpretam que o caminho é deles e a opinião dos outros não conta. Essa pessoa pode subconscientemente ouvir outros e simplesmente ignorá-los. Pessoas assertivas perguntam às pessoas se eles podem ficar prontos. Eles são amigáveis; fazem contato com os olhos estão seguros de si mesmos; ouvem os outros; e verificam o humor predominante antes de falar. Eles contêm suas próprias reações até as coisas ferverem.

Aqueles que são assertivos também colaboram em uma visão de equipe: Ele quer resolver o problema de forma oportuna e coletiva. Os assertivos e confiantes estão conscientes dos sinais que eles projetam, e tentam incluir todos, enquanto sutilmente assumem a liderança, criando um local de trabalho confiável onde todas as contribuições são bem vindas .

A inteligência emocional e a assertividade

A principal diferença entre assertividade e agressividade se centra em torno da inteligência emocional. Conheça a si mesmo, julgue a verdadeira reação daqueles ao seu redor; e considere cuidadosamente os resultados de seus padrões anteriores. Se o que você está fazendo não encontrou sucesso antes, faça uma pausa antes de provar seu ponto. No local de trabalho, é melhor distribuir as informações e o seu caso enquanto você mede a reação do que arriscar uma quebra e queima.

Como com tantas coisas, como você transmite suas informações pode ofuscar facilmente seu conteúdo. É complicado, em muitos casos, porque você pode acabar exigindo demais das pessoas e não agir adequadamente, com a delicadeza necessária para obter o melhor dos parceiros.

Quando seu nível de confiança está em risco?

Depois, há a questão da confiança, necessária para se construir uma boa imagem profissional. Uma boa regra é esperar sua vez de falar em reuniões, principalmente quando você for questionado. Primeiro você deve começar dando crédito a quem está te desafiando, e depois mantendo os fatos. Se você está ou não em um ambiente público, os membros da empresa querem ser reconhecidos por sua inteligência e contribuições, não pela arrogância.

Ser defensivo é a reação natural quando suas idéias são rejeitadas, mas a resposta oposta é a única maneira de avançar. Concordar com ou, pelo menos, reconhecer alguns dos pontos criados pela “oposição”, é fundamental para obter consenso e construir confiança. Em última análise, suas idéias podem ser uma vitória através do compromisso. Estas são as marcas registradas do assertivo contra o agressivo.

Seja persuasivo, não agressivo

O trabalho não se destina a ser uma corrida total para a morte, nem passiva e não participativa. Ao adotar um estilo de trabalho esclarecido e assertivo contra um agressivo, você pode atravessar mais habilmente a empresa e atingir seus objetivos de gestão e carreira.

Você trabalha a assertividade? Como?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)