Saúde mental e trabalho, como cuidar?

Em Recursos Humanos por André M. Coelho

Quantos de seus funcionários estão cronicamente estressados? Quantos estão batalhando contra a ansiedade? Algum deles está deprimido? Se essas perguntas parecerem difíceis de responder, é porque elas são. Nem sempre é aparente quando alguém está lidando com um problema de saúde mental. Ao contrário de um resfriado ou uma perna quebrada, os sintomas de estresse, ansiedade, depressão e outras doenças mentais podem estar escondidos ou erroneamente explicado.

Para complicar assuntos, as pessoas muitas vezes relutam em discutir a doença mental – especialmente no trabalho. Enquanto a consciência está crescendo e mais indivíduos (incluindo celebridades) começaram a compartilhar abertamente suas histórias pessoais, o estigma permanece. É por isso que é tão crítico para os empregadores criarem um ambiente de trabalho que é genuinamente solidário da saúde mental.

Fornecer recursos relevantes e construindo uma cultura que prioriza o bem-estar psicológico ajuda os funcionários que estão lutando se sentirem seguros e incentiva a todos a melhorar sua saúde mental.

Por que trabalho e saúde mental devem andar lado a lado?

Muitas organizações não atuam bem quando se trata de bem-estar do funcionário. Embora seja ótimo que a maioria dos programas corporativos enfatiza fortemente a saúde física através de benefícios como planos dentários e cobertura de medicamentos prescritos, o corpo é apenas metade da equação. Nossos cérebros são tão cruciais para o nosso bem-estar, especialmente considerando as efeitos prejudiciais da doença mental podem ter na saúde física, como aumento da pressão arterial, desequilíbrios hormonais e aumento do risco de câncer.

Quando um funcionário está sofrendo, o mesmo funciona. A depressão tornou-se a principal causa de incapacidade em todo o mundo, e estima-se que milhões de dias de trabalho sejam perdidos devido à depressão a cada ano. Estresse, ansiedade e outras questões de saúde mental compostas este problema, deixando as pessoas menos envolvidas, focadas e produtivas.

Saúde mental no trabalho

O trabalhador precisa cuidar de sua saúde mental para que não sofra perdas na qualidade das tarefas e nem tenha problemas com sua saúde. (Imagem: Nasdaq)

Como lidar com a saúde mental do trabalhador?

Felizmente, existem várias maneiras de apoiar o bem-estar mental de seus funcionários. Os procedimentos abaixo foram reunidos após pesquisa com especialistas, buscando o que funciona na prática e não é apenas uma medida de marketing. Recomendamos altamente que você consulte um psicólogo organizacional para um diagnóstico e desenvolvimento de um plano de ação para sua empresa.

1. Falar sinceramente sobre a saúde mental

O primeiro passo para bater o estigma é parar de tratar a doença mental como tabu. Se é um artigo que você lê, um show que você assistiu, ou uma experiência pessoal que você teve, falando sobre isso abertamente e sem vergonha ajudará os outros a perceber que não estão sozinhos.

2. Continue a conversa

A cultura no local de trabalho deve ser nutrida, o que significa que você não pode apenas mencionar a saúde mental uma vez e esperar que ele pegasse. Encontre múltiplas oportunidades para incorporar o assunto no dia de seus funcionários, por isso permanece de ponta.

3. Inclua todos os níveis de pessoal

A cultura começa no topo. Seus funcionários não vão acreditar que você realmente se preocupa com o bem-estar, a menos que todo gerente e executivo também demonstra a importância da saúde mental.

4. Incentive os funcionários a tirarem dias de saúde mental

Se você ainda exigir que seus funcionários forneçam uma nota de um médico ou uma razão “legítima” para perder trabalho, pode ser hora de parar. Parte da saúde preventiva envolve dando a sua mente e o corpo uma pausa de vez em quando, e permitir que sua equipe perder o trabalho para recarregar pode ajudá-los a evitar problemas de saúde mais sérios no futuro.

5. Preste atenção e esteja pronto para ajudar

Se você perceber um funcionário se comportando de maneira diferente (ex: irritabilidade ou baixo humor), não hesite em perguntar se tudo está bem. Mesmo se eles lhe disserem, eles estão bem, lembre-os de que você está lá para ajudar e que eles têm acesso a recursos assistivos.

6. Certifique-se de que as ferramentas e os recursos são relevantes

Não importa quantas informações você forneça seus funcionários, isso nunca fará bem se estiver desatualizado ou irrelevante. De fato, pode até fazer mal. Frequentemente, audite seus recursos de saúde mental para garantir que eles sejam precisos, atualizados e contenham conselhos práticos que seus funcionários possam usar para melhorar.

7. Facilite o acesso a esses recursos

Semelhante ao ponto anterior, sua equipe não obterá muito uso das informações se for difícil encontrar. Elimine as barreiras ao acesso, fornecendo o conteúdo em uma variedade de formatos (áudio, vídeo, escrito, etc), e minimizando o número de etapas que leva para encontrá-lo.

8. Priorize a confidencialidade e o anonimato

Embora a saúde mental possa ser normalizada em seu local de trabalho, algumas pessoas ainda se sentirem desconfortáveis ​​discutindo, particularmente se eles lutam com vício, trauma ou pensamentos suicidas. Assegure sua equipe que sua privacidade é sua principal preocupação, e que seu uso de recursos de saúde mental nunca será monitorado ou rastreado.

9. Projete um espaço de trabalho mentalmente saudável

É importante que seus funcionários se sintam energizados e erguidos pelo seu ambiente de trabalho. A pesquisa mostrou a produtividade, o engajamento e o bem-estar geral aumentar quando as pessoas se sentem confortáveis ​​em espaços de trabalho com iluminação natural, plantas e outras características positivas.

10. Concentre-se no positivo

A doença mental é uma questão séria, mas ainda pode ser abordada de uma forma que faz as pessoas se sentirem compreendidas, apreciadas e esperançosas. Lembre-se sempre de deixar seus funcionários sentindo como eles têm um plano claro de ação à frente e que eles ou seus entes queridos podem ficar bem.

Lembre-se da importância dos cuidados com a saúde mental no ambiente de trabalho

Se você já tem um programa de saúde mental estabelecido ou está olhando para começar do zero, nosso blog contém centenas de artigos em tópicos diversos que podem auxiliar sua empresa a um melhor caminho. E claro, quando você precisar de uma ajuda, pode deixar seu pedido nos comentários abaixo e iremos ajudar!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

André é pós-graduado em pedagogia empresarial, especializando na padronização de processos. Possui mais de 300 horas em cursos relacionados à administração de empresas, empreendedorismo, finanças, e legislação. Atuando também como consultor e educador empresarial, André escreve sobre Recursos Humanos desde 2012.

Deixe um comentário